Contém spoilers!

O retorno da décima temporada de The Walking Dead inclui uma referência para o final da primeira temporada. Acontecendo aproximadamente dois meses após o apocalipse, aquele episódio acompanhou Rick Grimes (Andrew Lincoln) e um pequeno grupo de sobreviventes indo para o CDC em Atlanta, onde encontram o virologista Edwin Jenner (Noah Emmerich).

Os sobreviventes ficam horrorizados ao saber que estão presos no prédio, prontos para se autodestruir por meio de explosivos que incendiarão o ar como parte de uma medida preventiva destinada a impedir a fuga de doenças, caso a segurança seja comprometida.


Antes da contagem regressiva ser ativada, Jenner acompanha o grupo através de elevadores, levando-os até a barriga do CDC. “Estamos no subsolo?”, pergunta Carol (Melissa McBride), na época uma mãe calma.

Quando Jenner pergunta a Carol se ela é claustrofóbica, ela diz: “Só um pouco”. Ele então diz a ela para “tentar não pensar nisso”.

Cerca de dez anos depois, em “Squeeze”, Carol, Daryl (Norman Reedus), Aaron (Ross Marquand), Jerry (Cooper Andrews), Magna (Nadia Hilker) e as irmãs Connie (Lauren Ridloff) e Kelly (Angel Theory) são presos sob o solo em uma caverna cheia de milhares de zumbis. Connie, através da ASL, pergunta a Carol angustiada se ela está bem.

Daryl responde por Carol, dizendo ao grupo que ela é claustrofóbica.

Mais tarde, Carol diz que nunca contou a Daryl sobre sua claustrofobia. “Se eu soubesse só o que você me diz”, ele diz, “eu não saberia nada.”

Outra referência

Aliás, outra fala do final da primeira temporada de The Walking Dead retorna em uma conversa entre as irmãs. Kelly pergunta para Connie através de sinais se ela acha que é dia ou noite lá fora.

Connie responde, novamente através de sinais: “Tente não pensar nisso.”

A décima temporada de The Walking Dead está atualmente em exibição.