Enquanto a temporada final de Sons of Anarchy do FX respondeu à maioria das perguntas criadas ao longo da série pelo criador Kurt Sutter, um grande mistério permaneceu. A mulher sem-teto que apareceu em alguns dos momentos mais cruciais das sete temporadas de Sons of Anarchy nunca recebeu uma identidade completa, nem seu propósito foi explicado.

Muitos acreditam que ela é algum tipo de reencarnação de Emily Putner, uma mulher que foi acidentalmente morta como resultado do suicídio de John Teller, mas isso nunca foi confirmado.

A personagem tinha uma aura sobrenatural sobre ela, e fez a maioria dos fãs questionar se ela era real ou alguma manifestação de uma força sobrenatural. Recentemente, um fã da mídia social perguntou a Sutter se ele poderia revelar o propósito da mulher sem-teto, e ele fez exatamente isso.


Mas, da maneira típica de Sutter, a explicação é tão assustadora quanto o próprio problema.

“Ela é a mágica que a anarquia convoca e a moralidade que ela extingue”, escreveu Sutter.

“Ela é a portadora da luz eterna e a portadora de todas as coisas sombrias. Ela é a ying, a yang e a yong. Ela é a alfa e a ômega. Ela é a primeira respiração da vida e o suspiro final até a morte. Ela é a mãe, o pai e o espírito santo. Ela é tudo que você precisa e nada que você queira. Ela é a compulsão, o expurgo, a fome e a vergonha. Ela é você, eu e seu tio Murray.”

Resposta que mantém o mistério

Parece que a mulher sem-teto é essencialmente uma figura semelhante a Cristo, representando o começo e o fim das coisas. Essa noção, que Sutter já mencionou em entrevistas anteriores, é apoiada por simbolismo em torno da personagem.

Se você se lembra, na última vez que a mulher sem-teto é vista na série, ela está com pão e vinho, duas coisas que há muito representam o corpo e o sangue de Jesus Cristo na igreja. A última cena de toda a série mostra pão e vinho ao lado da estrada onde Jax morre, logo acompanhados pelo sangue do personagem principal.

Sons of Anarchy terminou em 2014, após sete temporadas.