Reviravolta! The Walking Dead choca ao matar [SPOILER]; veja

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Contém spoilers!

The Walking Dead silenciou um dos Sussurradores, dando uma reviravolta na morte dos quadrinhos em “Walk With Us”. A líder Alpha (Samantha Morton) desencadeou seu exército de Sussurradores e zumbis na colônia Hilltop ao fazer guerra contra os sobreviventes reunidos por Daryl (Norman Reedus) em “Morning Star”, uma batalha que deixou Hilltop em ruínas e seus sobreviventes dispersos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entre eles: a filha renegada de Alpha, Lydia (Cassady McClincy), a desertora dos Sussurradores que se recusou a matar sua mãe e tomar seu lugar como Alpha. Mas quando Lydia é presa por Negan em “Walk With Us”, Alpha vai “libertar” sua filha matando-a.

Marchando com Negan para um barraco na floresta onde Lydia está amarrada a uma cadeira, Alpha está preparada para renegar o que ela disse a Beta (Ryan Hurst): “Ela é minha filha, meu bebê! Eu não poderia matá-la.”

Em “Walk With Us”, chegou a hora de a mãe soltar sua filha e se tornar “guardiã” – o nome dado pelos Sussurradores aos mortos-vivos.

Como uma leoa, Alpha desliza pela floresta em direção a sua presa. “Mas, como o jovem filhote de leão que deve deixar seu orgulho, é hora de percorrer a Terra”, diz ela a Negan (Jeffrey Dean Morgan), que provou ser um seguidor confiável. “E construir um novo orgulho.”

Quando ele pergunta se ela quer que ele “pregue o evangelho”, Alpha o corrige. “Eu quero que você se torne um leão.”

“Eu posso não estar atualizado com todo o alfabeto grego, mas Beta não é Alpha”, diz Negan. “E se vamos ficar com a coisa toda do leão, então não é a jovem leoa que toma o lugar da mãe dela?”

Quando Negan se abre sobre sua falecida esposa, que morreu de câncer, Alpha diz a ele: “Seja grato. A morte a libertou.”

Em uma reviravolta inspirada na edição #156 da história em quadrinhos do criador Robert Kirkman, Negan confessa que “não sentiu mais nada” após a morte de sua esposa. Ele então chama de “besteira” a filosofia de Alpha pregar que os vivos são animais.

“E agora você alega que tem que matar sua própria filha, sua própria carne e sangue”, ele diz.

“É o destino dela”, responde Alpha. “Essa doença levou sua esposa porque era isso que a natureza pretendia. Ela não podia levá-lo com ela. Mas você vive todos os dias desejando que ela pudesse. Lydia foi feita para isso. Ser livre. Comigo.”

Negan ressalta que Alpha ainda ama sua filha. “Eu tenho que fazer isso porque eu a amo”, diz Alpha. “Ela sempre será meu bebê.”

Alcançando o barraco diante dela, Alpha foi atraída para uma armadilha. Lydia está em um local diferente e nunca mais verá sua mãe.

A morte de Alpha

Negan corta a garganta de Alpha, segurando-a com força enquanto o sangue cai do seu pescoço. Ele a segura, abaixando-a suavemente no chão, onde Alpha expira.

Negan então apresenta sua cabeça decapitada para a pessoa que organizou a destruição de Alpha: Carol (Melissa McBride).

A décima temporada de The Walking Dead segue em exibição.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio