A série Freud da Netflix certamente virou as cabeças dos espectadores, mas não necessariamente pelo motivo que você poderia esperar. A Netflix pode ser mais conhecida por criar séries de drama de grande orçamento nos Estados Unidos, como Stranger Things e The Witcher, mas nos últimos anos começamos a ver um conteúdo cada vez mais diversificado na gigante do streaming.

Além de documentários e programas voltados especificamente para o público jovem, a Netflix também voltou muita atenção para filmes e séries internacionais. Uma das séries mais aguardadas de março era Freud, uma série austríaca que gira em torno da vida do grande Sigmund Freud.

No entanto, como os fãs que assistiram aos momentos de abertura do primeiro episódio perceberam, Freud, da Netflix, gosta bastante de cocaína, mas isso combina com o Sigmund Freud da vida real?


Freud na Netflix

Freud, da Netflix, chegou ao serviço de streaming em 23 de março e a série de oito partes já chamou a atenção dos telespectadores, mas não necessariamente pelas razões certas. Enquanto Freud se apresenta como um drama “histórico”, há uma quantidade considerável de liberdade, já que Sigmund Freud, da Netflix, é abordado como um detetive psíquico e policial à procura de um assassino em série, enquanto desenvolve suas famosas técnicas de psicanálise.

Algo que os fãs acharão estranho é a propensão de Freud pela cocaína, já que o médico é visto regularmente tomando a droga e até a oferece à sua governanta Lenore, mas este é sem dúvida um dos retratos mais precisos da série.

Sigmund Freud e cocaína

Além de desenvolver toda uma série de técnicas de psicanálise, Sigmund Freud também é muito conhecido por sua adoção precoce da droga cocaína e foi um grande defensor de seu uso para fins médicos. Ao longo de sua distinta carreira, e especialmente entre os anos de 1883 e 1887, Freud escreveu vários artigos sobre os usos e benefícios da cocaína e, sem dúvida, deveria ter sido reconhecido por descobrir os propósitos anestésicos da droga.

No entanto, à medida que mais se tornava conhecido sobre as propriedades viciantes e destrutivas da cocaína, a reputação médica de Freud ficou um pouco manchada por seus elogios iniciais à droga. Isso acabou levando Freud a abandonar sua recomendação de cocaína e interromper o seu uso.

A reação dos fãs a Freud no Twitter

Para muitos espectadores, que conhecem Freud apenas por seu trabalho em psicanálise, as notícias de seu hábito com cocaína serão uma surpresa. Esse é certamente o caso de muitos fãs, que foram às mídias sociais para discutir a revelação inesperada.

Um fã no Twitter escreveu: “Quando Freud disse que talvez ela também acabasse gostando de cocaína no primeiro episódio, eu sabia que seria uma série interessante.”

Outro acrescentou: “Como é que ninguém me disse que há um programa sobre Sigmund Freud usando cocaína?”

A primeira temporada de Freud está disponível na Netflix.