Publicidade

The Big Bang Theory errou ao não MATAR Sheldon

Publicado por Bruno Tomé

31/03/2020 09:15

Séries cômicas não se preocupam com detalhes, o que acaba gerando erros de continuidade – alguns graves. The Big Bang Theory não escapa dessa lógica.

Como publicou o Express, fãs notaram um erro grave ao rever a série, que terminou após 12 temporadas. Para arrumar um desses absurdos, Sheldon deveria ter morrido na história.

O argumento é que se The Big Bang Theory respeitasse a lógica, Sheldon teria morrido na 3ª temporada. Tudo passa pela rivalidade com Barry.

Sheldon deveria morrer?

No 9° episódio da 3ª temporada, com o título de The Vengeance Formulation (A Fórmula da Vingança, em tradução), Barry Kripke decide sabotar a entrevista de Sheldon para NPR. Clássico da rivalidade.

Barry sempre quis encontrar maneiras de humilhar Sheldon. Afinal, nunca conseguiu repetir o mesmo trabalho de destaque do protagonista de The Big Bang Theory.

Para fazer Sheldon passar vergonha, Barry soltou uma grande quantidade de gás hélio quando o cientista estava ao vivo na entrevista. Como se sabe, a substância causa uma alteração momentânea na voz da pessoa.

Como era esperado, a voz de Sheldon fica diferente e engraçada. Mas, um fã apontou que a quantidade de gás hélio na sala era o suficiente para asfixiar alguém.

Se os roteiristas fizessem uma pesquisa básica, a brincadeira seria revista. Ou pior, Sheldon poderia ter uma trama bem mais trágica.

No Brasil, The Big Bang Theory está disponível no Globoplay. A série também está em reprise no canal Warner.

Publicidade