Criador de La Casa de Papel quer séries derivadas; tem planos para Arturito e Berlim

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quando o escritor Álex Pina começou a trabalhar em sua série La Casa de Papel, ele admite que não fazia ideia de que a série seria um sucesso global. Ele também não tinha ideia de que, depois de quatro temporadas na Netflix, os fãs ainda estariam implorando por mais… e até derivados.

Mas, durante uma entrevista ao Oprah Magazine em Madri, Pina admitiu que realmente poderia haver muito mais histórias para o elenco de ladrões de banco que são o coração do suspense espanhol em ritmo acelerado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Derivados à vista?

“Temos muitas possibilidades para alguns derivados, sim, e acho que isso é graças às identidades fortes e poderosas dos personagens”, contou.

“Sempre procuramos que os personagens tenham um design muito complexo e em camadas. Então, acho que quase todos os personagens de La Casa de Papel contam com uma dualidade que gostaríamos de ver em um derivado. Nós poderíamos assistir qualquer um deles em outros contextos.”

E ele já tem algumas ideias muito específicas: “Acho que Arturito poderia ter uma comédia sombria. O caso de Berlim para seu próprio programa é muito claro; ele é um misógino, um psicopata, egocêntrico, um narcisista, um delinquente, um estuprador… mas ainda há muitas pessoas que o adoram, porque ele valoriza a amizade, a lealdade ou a fraternidade.”

O criador de La Casa de Papel acrescentou: “Denver é mais um personagem com seu próprio encanto. Eu adoraria escrever todos eles em derivados!”

A quarta temporada de La Casa de Papel está disponível na Netflix.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio