Já se passaram 10 anos desde que Lost deixou nossas telas para sempre, mas quais foram os fatores decisivos para o final após seis temporadas?

O showrunner Carlton Cuse sentou-se com o The Independent para discutir “dois problemas” que Lost enfrentou durante sua execução.

Ele também destacou como Lost foi essencial para mudar completamente o rumo das séries de TV que vieram depois.


Explicações

“As forças motrizes por trás de nós realmente pressionando para chegar ao fim do programa eram dois problemas que tínhamos:

um – não sabíamos quanto tempo a mitologia duraria e, em segundo lugar, estávamos ficando sem flashbacks para os personagens.

Então, quando nós fizemos o flashback de Jack, onde ele está na Tailândia com Bai Ling – um dos episódios que não estaria na minha lista de favoritos – nós sentimos que era hora de terminar o programa”.

Enquanto isso, Cuse também considerou os aspectos “revolucionários” de Lost, acrescentando:

“Abrimos a porta para outros tipos de shows e certamente para televisão fechada – tivemos a sorte de terminar Lost em seus próprios termos.

Acho que essa é certamente uma coisa revolucionária que é realmente significativa. Fomos o primeiro show na era da televisão em rede onde determinamos nossa data final.

Antes disso, os shows morriam por vontade própria – você passeava a cavalo até cair morto embaixo de você.

Talvez algumas pessoas não gostassem do final, mas pelo menos demos ao público um intencional”.

Lost só está disponível no Brasil através de DVD, não sendo exibido por nenhuma plataforma de streaming.