Um espectador dedicado vasculhou cada episódio dos Vikings para analisar o quão bem o programa se alinha com o que a história nos diz que realmente aconteceu.

Apesar de suas ideologias conflitantes, o relacionamento entre vikings e missionários cristãos era geralmente pacífico.

No entanto, os viajantes cristãos costumavam ficar chocados com vários aspectos da cultura viking, incluindo seus frequentes sacrifícios para apaziguar os deuses nórdicos.


Muitos desses sacrifícios ocorreriam na localização real de Uppsala, agora uma grande cidade perto de Estocolmo, na Suécia.

Diferenças

Embora o roteirista Michael Hirst tenha se esforçado para apresentar um local historicamente preciso para esses sacrifícios, o fã fez mais pesquisas e descobriu que o cenário da série não é o que parece.

Ele levou sua busca detalhada para o seu blog, postando uma imagem do templo real em Uppsala e sua localização agourenta imaginada para a série. Veja as imagens comparativas abaixo.

“Oooh, imponente! Com as montanhas escuras, a cachoeira, o possível fiorde nas proximidades…

Sim, eu posso ver exatamente por que os vikings pensariam que um lugar como esse era sagrado. Andando pela floresta escura e densa, sentindo como se pudessem tocar as nuvens…

Ou não. Acontece que Uppsala na vida real é bastante plana e apenas uma localização central.

É claro que há aquela árvore mágica, sempre verde, para marcá-la como um local especial, mas o show certamente teve algumas liberdades geográficas por lá”.

Vikings tem cinco temporadas disponíveis na Netflix. A sexta e última da série está em exibição no Fox Premium 2.