The Witcher, da Netflix, se destacou por seu tom, estilo narrativo e pelos grunhidos e falta de diálogo de Henry Cavill, mas há uma razão pela qual ele mal falou na primeira temporada. Com base na série de livros de mesmo nome de Andrzej Sapkowski, The Witcher estreou na Netflix em dezembro de 2019 e pode ser a maior primeira temporada de uma série da plataforma.

The Witcher foi renovada para uma segunda temporada antes do lançamento da primeira, embora não se saiba quando será lançada.

The Witcher seguiu as histórias de Geralt de Rivia (Henry Cavill), um caçador de monstros conhecido como “Bruxo”; Yennefer de Vengerberg (Anya Chalotra), uma poderosa feiticeira; e Ciri (Freya Allan), a princesa de Cintra, que tem seus próprios poderes. Suas histórias foram definidas em diferentes momentos no tempo, e seus caminhos acabaram convergindo no final da temporada.


Embora The Witcher tenha sido famosa por ser adaptada aos jogos e a série tirou alguns detalhes deles, é principalmente baseada nos livros, e é por isso que a falta de diálogo de Geralt era estranha para alguns.

O personagem trocou palavras por grunhidos e expressões faciais na maioria das vezes, a ponto de inspirar muitos memes, mas essa foi uma decisão tomada pela produtora de The Witcher, Lauren Schmidt Hissrich, e foi tudo por causa de Henry Cavill.

The Witcher da Netflix: por que os diálogos de Geralt foram cortados

Muitos fãs de The Witcher apontaram que, nos livros, Geralt é mais falador do que na série, o que alguns justificaram dizendo que o personagem precisaria de mais diálogos em papel devido ao formato, e não seria tão necessário quando traduzido para a tela. Durante uma sessão de perguntas e respostas no Reddit, Hissrich foi questionada sobre isso e admitiu que Geralt é “incrivelmente falador nos livros”, mas enquanto ela continuava lendo, pensou que, a certa altura, a natureza faladora de Geralt seria demais.

Hissrich acrescentou que no primeiro episódio ele falou muito, mas grande parte de seu diálogo foi interrompida porque “não parecia real ou como uma pessoa realmente falaria”, e trabalhou com Henry Cavill para garantir que Geralt parecesse “incrivelmente esperto”, mantendo sua inteligência e ainda sua relação com todos os personagens.

Em entrevista ao Collider, Hissrich falou um pouco mais sobre isso, explicando que a performance de Henry Cavill trouxe tanta profundidade e camadas a Geralt que eles não sentiram a necessidade de ele literalmente contar tudo o que estava sentindo, e então sua performance se tornou principalmente não-verbal. Em uma entrevista separada ao Cinema Blend, Henry Cavill falou sobre os grunhidos de Geralt, dizendo que a maioria deles foi adicionada por ele, e eles estavam lá para deixar os outros atores saberem que ele não ia dizer nada.

Para os fãs dos livros de The Witcher, Geralt grunhindo e ficando tanto tempo em silêncio foi uma surpresa (e não exatamente agradável para alguns), mas no final, foi uma mudança que funcionou para Cavill e a série em geral, e pode continuar na segunda temporada.

A primeira temporada de The Witcher está disponível na Netflix.