Game of Thrones tem uma rival de peso no quesito violência. Trata-se da série Gangs of London (Gangues de Londres, em tradução), que teve uma temporada exibida em 2020.

Nessa primeira temporada, Gangs of London superou os números da temporada de estreia de Game of Thrones. Assim, ganhou o título da série mais violenta do Reino Unido.

Levantamentos mostram que a série conseguiu ter 113 mortes na 1ª temporada e uma marca insana de 13 torturas. Além disso, a primeira temporada teve 96 tiroteios.


Enquanto isso, Game of Thrones, que também ficou conhecida pela violência, teve 46 mortes na 1ª temporada. É lógico que ao longo de 8 anos, a série épica teve muito mais violência, ainda mais se levar em conta as grandes guerras.

Porém, Gangs of London chama atenção. O criador Gareth Evans explicou o motivo da violência na série.

Mais violenta que Game of Thrones

A cena de abertura de Gangs of London já traz uma violência brutal. Ela serve para apresentar o protagonista Sean, vivido por Joe Cole (Peaky Blinders).

Evans explicou que a ideia da introdução sangrenta foi por causa de Matt Flannery, o parceiro criativo dele. A produção queria mostrar confiança desde o início de Gangs of London.

“Matt realmente lutou por isso porque estávamos preocupados com o que diriam sobre a introdução de Sean, então alguns ficaram com medo. Matt, para crédito dele, foi firme, ‘Essa cena tem que ser o começo, é assim que tem que começar’. Há muito conteúdo hoje, o começo é vital”, explicou o criador.

Outro motivo da violência é que Evans quis que tudo fosse o mais próximo possível do cinema em Gangs of London.

“Essa era nossa consideração e filosofia – continuar tentando para fazer sentir algo cinematográfico”, comentou ainda o produtor.

Como o título afirma, Gangs of London acompanha a história das atuais organizações criminosas de Londres. A série não tem previsão para o Brasil.

Enquanto isso, Game of Thrones tem todas temporadas no HBO Go.