Space Force, nova série de comédia lançada pela Netflix nesta sexta, 29 de maio, chegou ao serviço de streaming sendo detonada pela crítica especializada.

Nem seu elenco estrelado, liderado por Steve Carrell, de The Office, e Lisa Kudrow, a Phoebe de Friends, foi suficiente para agradar os críticos de Hollywood.

Space Force segue o formato clássico das comédias americanas. A trama foca em um grupo de personagens e seus problemas hilários.


Na série da Netflix, uma força espacial é colocada como mais um braço do exército. Com isso, esse grupo de protagonistas é encarregado de criar essa nova força.

A comédia, no entanto, não agrada grande parte dos críticos. Apesar da trama criativa, os profissionais parecem ter se decepcionado com o que Space Force não entrega.

Inicialmente, a série da Netflix parecia ser uma piada sobre a Força Espacial dos Estados Unidos, criada pelo presidente Donald Trump. Porém, a comédia não toca no campo político, o que frustrou os críticos que esperavam por isso.

Nesse ponto, conforme as análises, é que começam os erros de Space Force.

Space Force desagrada críticos

A Entertainment Weekly aponta o grande erro da série da Netflix. Steve Carrell e Greg Daniels, que também criou The Office, escreveram Space Force, mas não quiseram tomar partido na discussão sobre o projeto da vida real.

Para a EW, a série da Netflix deveria ter escolhido um lado da discussão e ainda ter feito mais piadas com isso.

“Eles insistiram que não escolheriam um lado sobre a Força Espacial, mas esse é o tema da série. No esforço de não serem políticos, Carell e Daniels não conseguiram dar qualquer ponto de vista perceptível, entregando uma comédia vazia e surpreendentemente sem graça sobre a burocracia militar”, afirma a análise.

O The Hollywood Reporter nota o mesmo problema. Sem opinar na questão da Força Espacial, a comédia da Netflix não tem um bom desenvolvimento para os episódios finais da 1ª temporada.

“A série é uma sátira de uma política de impacto global e cósmico que Daniels e Carell querem evitar como algo ideológico ou político. Então, se não for outra ideia que não a de ‘essa coisa maluca que esse presidente quer’, não sei com qual perspectiva a série pode ser engraçada. E sem isso, não sei onde Mark (personagem de Carell) é engraçado…”, escreve o site.

Já o Nerdist acredita que Space Force peca no desenvolvimento dos personagens. O site relata uma sensação de não saber sobre o que a história é por causa da “inconsistência”.

“Em alguns pontos parece uma sátira, em outros uma farsa. Em alguns momentos parece super bobo e surreal, em outros é uma comédia direta. Essa inconsistência de tons faz você nunca saber o que está assistindo ou o que vai ter de cena em cena, ou episódio em episódio”, afirma o portal, que também não acha graça no protagonista Mark.

De qualquer forma, o melhor é sempre que os espectadores assistam para que tirem as próprias conclusões.

“Muito a contragosto, um general de quatro estrelas se une a um excêntrico cientista com a missão de fazer decolar a mais nova agência militar dos EUA, a Força Espacial”, diz a sinopse oficial da série da Netflix.

Além do astro de The Office e a atriz de Friends, o elenco ainda tem John Malkovich, Ben Schwartz, Jimmy O. Yang e Diana Silvers.

A 1ª temporada de Space Force já está disponível na Netflix.