The Walking Dead ainda precisa exibir o final da 10ª temporada. O capítulo não foi ao ar por causa do coronavírus (COVID-19).

No entanto, a série já pode estar indicando momentos trágicos no 11° ano. Ao menos, é isso que os fãs interpretaram de declarações de Michael Cudlitz.

O ator ficou conhecido por viver o Abraham em The Walking Dead. Com a morte do personagem, Cudlitz virou um diretor da série e deve retornar ao posto na 11ª temporada.


No Friday Night In with the Morgans, programa na web de Jeffrey Dean Morgan, o Negan de The Walking Dead, Cudlitz foi entrevistado. O agora diretor prometeu momentos difíceis para o importante personagem.

O que acontece é que Negan era um grande vilão quando foi introduzido. O personagem, inclusive, é responsável pela morte de Abraham.

Na conversa, Cudlitz diz que “quer fazer Negan sofrer”. Será mesmo um indicativo?

Morte de Negan em The Walking Dead?

Os fãs interpretaram a fala de Cudlitz como um indicativo – ainda mais pela nova função dele na série. O ator e diretor diz que não seria por vingança, mas todos sabem como Abraham era amado em The Walking Dead.

“Eu queria vê-lo sofrer porque seria divertido, mas não por vingança”, declarou o diretor da série.

Cudlitz, depois, explicou-se. Para o membro de The Walking Dead, esse é um tipo de situação que poderia ser nova para Negan.

“Esse é o ponto, é o que as pessoas costumam perguntar em convenções: ‘Qual foi a cena mais difícil para você?’. Nós amamos isso. Quando vocês pensam, ‘isso foi tão difícil’, nós gostamos de estar disponíveis emocionalmente e passando por coisas que não passamos antes. Ou coisas que passamos antes, mas de forma diferente e com parceiros incríveis”, explicou o diretor de The Walking Dead.

Para saber se a “ameaça” vai ou não se concretizar, os fãs devem esperar o final da 10ª temporada e depois o 11° ano de The Walking Dead.

No Brasil, The Walking Dead é exibida na Fox. O capítulo final da 10ª temporada não tem previsão de estreia.