Astro de Stranger Things fez QUATRO cirurgias para corrigir defeito de nascença; veja

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Stranger Things já lançou 3 temporadas e tem mais uma
confirmada e em produção. A série é atualmente o maior sucesso da Netflix,
conseguindo audiências astronômicas com o lançamento de cada leva de episódios.

É interessante ver como os astros da série cresceram desde a
primeira temporada. Eleven e seus amigos começaram Stranger Things como
crianças, passaram pela puberdade, e devem retornar como adolescentes na nova
temporada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde a primeira temporada de Stranger Things, Dustin é um
dos personagens preferidos do público. O personagem é interpretado por Gaten
Matarazzo.

Recentemente, o jovem astro passou por cirurgias importantes para corrigir uma má formação vinda da infância. Confira abaixo!

A saga de Dustin

Atualmente com 17 anos, Gaten Matarazzo postou em seu
Instagram uma selfie tirada em uma cama de hospital. A foto foi tirada antes do
ator fazer sua quarta cirurgia para a correção da desordem genética conhecida
como displasia cleidocraniana.

O ator sofre com esse problema genético, que afeta os ossos
do rosto, desde seu nascimento.

Se preparando para “entrar na faca”, Matarazzo se mostrou
esperançoso com os resultados da cirurgia.

“Cirurgia número 4! Essa é a maior de todas”, explicou o ator.

O ator não explicou exatamente qual seria o efeito dessa
cirurgia em particular.

A displasia cleidocraniana é uma doença rara
que causa alterações de desenvolvimento nas clavículas, nos ossos do crânio e
outros do corpo, da face e nos dentes. Os pacientes diagnosticados com essa
condição costumam apresentar as clavículas subdesenvolvidas, com os ombros
estreitos e inclinados.

“Uma das razões que consegui meu papel em Stranger Things foi
pela maneira como eu falava, pela maneira como tudo isso afetou minha vida. Mas
demorou para isso acontecer, na maioria das vezes eu fazia umas 3 audições por
semana e ninguém queria me contratar”, afirmou Matarazzo sobre sua relação com
a doença.

A displasia cleidocrianiana também causa problemas na voz e
impedimentos na fala.

Extremamente rara, a desordem genética ocorre em 1 a cada 1
milhão de pessoas.

Stranger Things retorna em 2021.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio