Breaking Bad é considerada uma das grandes séries modernas. Além do conto épico, fãs ficaram impressionados com o realismo mostrado durante a produção.

Um momento que ilustra bem isso é que um dos astros chegou a ser hospitalizado após uma cena. Aaron Paul, o Jesse Pinkman, já contou em entrevista que foi praticamente espancado quando gravava o seriado.

A situação aconteceu ainda no começo de Breaking Bad. O ator estava nas gravações da 2ª temporada.


Como fãs podem lembrar, o episódio Grilled, o 2° da 2ª temporada, traz Walter White e Jesse sendo sequestrados por Tuco Salamanca, vivido por Raymond Cruz. É a última aparição desse personagem e a primeira de Hector Salamanca.

No capítulo, Walter tenta drogar Tuco para que os dois escapem. Eles quase conseguem, até que Hector toca o sino dele.

No final das contas, após uma violenta briga, os dois escapam com a ajuda de Hank. O capítulo é um dos mais sangrentos de Breaking Bad, o que se repetiu até nos bastidores.

Ator foi parar no hospital

Na cena, Tuco tenta matar os dois protagonistas. Na luta, o traficante até joga Jesse por uma porta de vidro.

Na vida real, Cruz realmente machucou Aaron Paul. Um dublê errou e o ator de Breaking Bad ficou preso em uma posição comprometedora.

Cruz não sabia disso e continuou chutando o colega. O astro gritou várias vezes para o colega parar, mas o intérprete do traficante achava que apenas fazia parte da cena.

Os produtores também acharam que Aaron Paul estava chorando por conta da grande atuação dele. Na verdade, porém, o choro era de dor.

Por sorte, os profissionais pararam a tempo em Breaking Bad. O ator foi hospitalizado com uma concussão e um olho inchado.

A cena que foi ao ar é a do ator sendo espancado de verdade pelo colega.

As 5 temporadas de Breaking Bad estão disponíveis na Netflix. A série tem a derivada Better Call Saul, que também está na plataforma de streaming.