Atriz relata maus-tratos nos bastidores de Vikings: “Equipe passava frio”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vikings está chegando ao fim, e fãs já estão se preparando
para a última despedida e o desfecho da história épica dos filhos de Ragnar.
Como uma das séries históricas mais influentes de todos os tempos, Vikings vai
com certeza deixar saudades.

A temporada final de Vikings está atualmente em hiato, e terá
20 episódios para fechar todas as tramas da série, sendo divididos em duas
partes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na segunda temporada de, Vikings, a série introduziu a Rainha
Kwenthrith, uma sedutora e influente nobre que conta com a ajuda de Ragnar e
seus guerreiros, por intermédio do Rei Ecbert, para tomar seu reino de volta.

Em uma entrevista recente, a atriz Amy Bailey revelou alguns detalhes interessante sobre a produção; confira abaixo!

Produção desgastante

De acordo com Amy Bailey, uma parte considerável do elenco de
Vikings consistia de “atores de método”. Essa expressão se relaciona com um
estilo de atuação no qual os artistas realmente “entram nos personagens”, e
continuam interpretando mesmo em intervalos de gravação.

“Não vou citar nomes, mas acho difícil trabalhar com atores
de método. Esse tipo de treinamento funciona muito bem nas cenas, porque tudo
se torna mais intenso e real. Mas quando eles não ‘saem do personagem’ nos intervalos
da gravação, é tudo muito chato”, afirmou a atriz sem citar nomes.

De acordo com a atriz, esse estilo de atuação de outros
membros do elenco de Vikings era particularmente irritante em relação à equipe
de produção.

“Você tem que cuidar das pessoas que cuidam de você. Em todos
os projetos que já atuai, especialmente em Vikings, existe uma equipe
extremamente trabalhadora que chega no set horas antes do elenco e permanece lá
horas depois de os atores irem para a casa. São eles que pegam a nossa comida,
as nossas bebidas, fazem a nossa maquiagem, nos dão os figurinos e nos colocam
em tendas quentes enquanto todos os outros passam frio nas gravações”, contou
Amy Bailey.

Com um orçamento de cerca de 40 milhões de dólares por
temporada, Vikings conta com uma das mais massivas equipes de produção da TV.

“Infelizmente, nem todos tratam
a equipe com o respeito que ela merece. Eu sempre ficava muito incomodada
quando via atores tratando mal a equipe por ‘estarem no personagem’”, revelou
Bailey.

Vikings retorna com seus
episódios finais ainda em 2020.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio