Game of Thrones chegou ao fim após 8 temporadas em 2019. Logo depois, a HBO anunciou uma derivada, House of the Dragon.

Após o anúncio, pouco foi revelado sobre a produção. Isso fez até com que fãs imaginassem que a derivada estaria passando por problemas.

Vale lembrar que House of the Dragon não é a primeira derivada em desenvolvimento. Antes, Game of Thrones chegou a filmar o piloto de outra produção da franquia, que foi cancelada sem ganhar um lançamento.


No seu blog pessoal, George R.R. Martin, o criador de Game of Thrones, aliviou os fãs. A derivada ainda está acontecendo.

A falta de notícias, como conta o escritor, acontece por causa da pandemia do coronavírus (COVID-19).

“Hollywood diminuiu o ritmo por causa da pandemia, mas House of the Dragon ainda está acontecendo de forma maravilhosa”, escreveu George R.R. Martin. O famoso ainda elogiou o co-showrunner Ryan Condal e a produtora Ti Mikkel, que seguem trabalhando na série.

A derivada de Game of Thrones

O projeto será feito para a plataforma de streaming HBO Max. A trama seguirá a linhagem dos Targaryen 300 anos antes de Game of Thrones, tendo sua história adaptada do livro Fogo e Sangue.

House of the Dragon foi encomendada diretamente como série, sem precisar da aprovação do piloto. A primeira temporada terá 10 episódios.

Miguel Sapochnik, diretor de episódios importantes de Game of Thrones, será o co-showrunner e ficará na direção do piloto. O projeto começou a ser desenvolvido por outro veterano da série original, o escritor e produtor Bryan Cogman.

House of the Dragon não tem previsão anunciada de estreia. Enquanto isso, Game of Thrones está disponível na HBO Go.