ALERTA DE SPOILERS

Vis a Vis surpreendeu quando anunciou que a série continuaria. Não com uma 5ª temporada, mas sim com uma derivada.

Vis a Vis: El Oásis foi, assim, anunciada como um grande presente para os fãs. Desde o começo, a trama já chamava atenção.

Macarena e Zulema voltariam para encerrar as histórias delas. Mas, diferente de Vis a Vis, Vis a Vis: El Oásis levaria a trama para fora da prisão.


Com isso, os fãs veriam um outro lado das amadas personagens. Isso, de fato, se mostrou verdadeiro quando as duas se tornam aliadas para realizar um assalto.

Mas, há algo que está faltando na derivada. Por mais que traga Macarena e Zulema de volta, Vis a Vis: El Oásis não agrada completamente.

Os fãs de Vis a Vis tem a sensação de que há algo diferente, que pode fazer a derivada não repetir o mesmo sucesso da série original.

O que falta para Vis a Vis: El Oásis?

O que acontece é que Vis a Vis: El Oásis não é Vis a Vis. Apesar de ter Zulema e Macarena, é um seriado bastante diferente – o que fez total sentido ao ser chamado de derivado, mesmo que seja uma continuação da história.

Mesmo com essas voltas, as próprias personagens não parecem mais as mesmas.

Goya, por exemplo, não é mais tão durona. A personagem encontra o amor e mostra ser protetora da maneira dela.

Enquanto isso, Zulema parece ter perdido a cabeça. Do mesmo modo, Macarena não representa algo novo ou até volta a uma de suas fases, como teve em Vis a Vis. A protagonista parece vazia.

Outro problemas são os novos personagens. São muitos, com muitas histórias soltas e rápidas. É algo que deixa o espectador perdido no meio de Vis a Vis: El Oásis, procurando por muitas informações em pouco tempo.

Vis a Vis: El Oásis não parece mais Vis a Vis. Por isso, os fãs podem encontrar alguma diferença quando compararem as duas histórias.

Najwa Nimri volta como Zulema e Maggie Civantos reprisa o papel de Macarena na derivada Vis a Vis: El Oásis.

Vis a Vis: El Oásis chegará na Netflix, mas ainda não tem previsão de estreia. As quatro temporadas de Vis a Vis seguem na plataforma.