ALERTA DE SPOILERS

A 5ª e última temporada de Fuller House pode ser conferida pelos fãs da Netflix. Assim, os espectadores podem acabar com uma grande dúvida.

Durante a produção do ano final, a atriz Lori Loughlin, que vive a tia Becky da série da Netflix, foi acusada pelas autoridades dos Estados Unidos de envolvimento em crime de fraude. A famosa tentou comprar uma vaga para uma filha na Universidade da Carolina do Sul.

Investigações mostraram que a famosa teria oferecido US$ 500 mil pela vaga. Depois, tentou usar como justificativa que estava apenas fazendo uma doação para a instituição.


Por conta do crime, a atriz de Fuller House ficará 2 meses na prisão. Não apenas isso, terá que pagar uma multa de US$ 150 mil e fazer 100 horas de serviços comunitários.

Ao que parece, Fuller House quis fugir da polêmica. Em primeiro lugar, a temporada final da série da Netflix não traz Lori Loughlin de volta.

Porém, a série explica a ausência da personagem dela?

Ausência explicada em Fuller House?

Apesar da personagem não aparecer, Fuller House explica de maneira simples o sumiço da tia Becky. Vale notar que ela não é mencionada em nenhum grande momento.

No episódio 15 da 5ª temporada, o tio Jesse retorna para uma trama com a filha dele, Pamela. Ela é mordida na escola e o personagem pensa em um bom plano de vingança.

Quando Jesse conta o plano pada DJ, a personagem sugere que ele converse com a tia Becky. Porém, ele diz que não quer incomodar ela.

“Tia Becky está em Nebraska ajudando a mãe dela. Não vou incomodar ela com algo tão pequeno”, responde Jesse.

Apesar da revelação, não fica claro o que Becky está fazendo em Nebraska. A situação não é explicada em Fuller House.

“As aventuras da família Tanner continuam. Agora, DJ divide a casa com sua irmã Stephanie e a amiga Kimmy, que dão uma super força com os três filhos dela”, diz a sinopse de Fuller House.

Os episódios finais de Fuller House, com 5 temporadas, estão disponíveis na Netflix.