Inúmeros médicos, estagiários e pacientes passaram pelos hospitais de Grey’s Anatomy nas 16 temporadas da série. Interpretados por grandes nomes da TV, alguns personagens se despediram e deixaram saudades nos fãs.

Há algum tempo, porém, nenhum personagem importante morre em Grey’s Anatomy. Para uma série que não via problemas em se livrar de figuras queridas pelo público de maneira chocante, a mudança é perceptível.

Mas afinal de contas, por que mais ninguém importante morre em Grey’s Anatomy?


Confira abaixo todas as razões que influenciam as decisões dos roteiristas!

Explicação contundente

Desde a morte impactante de Derek Shepherd, nenhum personagem do elenco principal de Grey’s Anatomy morreu. A série contou com algumas despedidas impactantes, como a Thatcher Grey na décima quinta temporada e a do ex-marido abusivo de Jo na décima quarta.

Porém, em relação aos personagens principais, Grey’s Anatomy tem preferido mantê-los seguros.

Mesmo assim, personagens importantes deixaram a série, mas não morreram. Destacam-se Arizona Robbins, Callie Torres e Alex Karev nesse exemplo específico.

Em uma entrevista, a showrunner Krista Vernoff contou o motivo da hesitação em matar os personagens de Grey’s Anatomy.

“Em Grey’s Anatomy, resolvi fazer o oposto do que fizemos em Station 19. Houveram tantas mortes trágicas nos últimos anos no hospital, que senti que a coisa mais surpreendente que eu poderia fazer era não matar ninguém por um tempo”, explicou Vernoff.

A showrunner também contou que tomou a decisão de mudar o tom e clima da série após a morte mais traumática de todas as temporadas.

“Acho que o fato de nós trazermos mais alegria e humor foi muito surpreendente, principalmente após a morte do Derek. Há algum tempo, pessoas ficavam esperando pelo choque da morte de personagens. Sendo assim, resolvi mudar essa situação”, contou a showrunner.

Grey’s Anatomy já está renovada para mais uma temporada.