Havia uma razão pela qual Glenn (Steven Yeun) teve que morrer na sétima temporada de The Walking Dead. Os fãs estavam preocupados que Glenn fosse morto porque o mesmo destino havia acontecido nos quadrinhos.

Em The Walking Dead #100, Negan e os Salvadores tiveram Rick e seus aliados à sua mercê.

Para demonstrar as consequências de atravessar os Salvadores e colocar o medo no povo de Alexandria, Negan escolheu executar brutalmente um membro do grupo de Rick, batendo em sua cabeça com sua arma de marca registrada, Lucille. A escolha de Negan foi Glenn.


Morte essencial

Tornou-se evidente que a versão televisiva da história estava indo na mesma direção quando o conflito com os Salvadores na sexta temporada temporada levou a um confronto direto com Negan (Jeffrey Dean Morgan) no final da temporada. Assim como ele fez nos quadrinhos, Negan anunciou seus planos de matar um dos membros de Rick bem na frente deles.

O episódio terminou com Negan atacando sua vítima, mas a identidade do personagem foi mantida em segredo até a estreia da sétima temporada. No episódio, essa pessoa foi revelada como sendo Abraham (Michael Cudlitz).

O terrível assassinato de Abraham fez Daryl (Norman Reedus) retaliar com raiva. A explosão de Daryl irritou Negan, que decidiu que uma morte não era suficiente para expressar seu argumento. E como punição, Negan executou Glenn também.

The Walking Dead adicionou uma reviravolta nessa cena dos quadrinhos ao matar Abraham e Glenn, mas por que isso foi necessário? The Walking Dead provou no passado que nem sempre adere ao material de origem, especialmente quando se trata de mortes de personagens.

O programa geralmente usa os mesmos arcos da história, mas é capaz de manter os espectadores em suspense matando personagens diferentes. Pouco depois do episódio ser exibido, o criador de The Walking Dead, Robert Kirkman, explicou que a morte de Glenn nos quadrinhos era importante demais para ser substituída por qualquer outra pessoa (via EW).

Em outras palavras, tinha que ser Glenn, porque sua morte foi o ímpeto para uma história maior que ainda precisava acontecer no programa.

Kirkman apontou para o material nos quadrinhos relacionados a Rick, Maggie (Lauren Cohan) e Negan como razões para a morte de Glenn não poder ser alterada. Segundo Kirkman, muita coisa aconteceu com esses personagens como resultado da decisão de Negan de matar Glenn, e foi por isso que era “essencial” que ele morresse na estreia da sétima temporada.

The Walking Dead foi renovada para a décima primeira temporada, mas ainda não há data de lançamento.