James Spader é um dos atores mais enigmáticos de Hollywood e não aceita qualquer papel. A estrela de The Blacklist já revelou em várias entrevistas suas particularidades em relação aos projetos que aceita.

Em entrevista ao The Today Show, James Spader, o Reddington de The Blacklist, falou sobre seu envolvimento com a série.

“Tenho sorte em ser aceito como parte da conversa, em termos de direção que o programa segue”, disse o ator, mostrando que faz parte das decisões tomadas em The Blacklist.


“E sempre achamos – os dois roteiristas principais, showrunner, criadores, os dois Johns, Eisendrath e Bokenkamp, e eu – nós fizemos um acordo logo no começo”, continuou James Spader.

“Vamos sempre lutar para ficar na mesma página sobre tudo, aceitar as coisas sem que qualquer um sentisse como se estivesse sendo prejudicado”, continuou o ator.

Mantendo o público interessado

James Spader ainda falou sobre como a série continua interessando não somente os fãs, como ele próprio.

“Uma das coisas que me manteve tão interessado na série, e acho que nossa audiência também, é o fato do plano de fundo ser infinito, é uma geografia tão ampla e os roteiristas aproveitam isso”, disse o ator de The Blacklist.

“Quero dizer, a série muda seu tom. Muda a ambientação. Muda o contexto. As histórias são bem distintas e, sabe, isso me mantém interessado”.

Dito isso, com James Spader tão interessado na série, que mantém uma boa audiência, é difícil imaginar um final tão cedo para The Blacklist. E esse acordo que o mantém como parte do comando criativo da série realmente tem dado certo.

No Brasil, seis temporadas de The Blacklist estão disponíveis na Netflix.