Se a imitação é a maior forma de elogio, pode se tornar um problema quando alguém começa a imitar um seriado de TV controverso – especialmente quando esse seriado trata de lidar com metanfetamina. Por mais célebre que fosse Breaking Bad, o risco de promover cópias na vida real sempre existiu.

E um certo caso da vida real tem muito em comum com o que vimos na icônica série.

Este caso da vida real vem do Alabama, onde um homem chamado Walter Eddy White foi acusado de “tráfico de metanfetamina, fabricação ilegal de uma substância controlada, posse de uma substância controlada e posse de materiais precursores”, de acordo com a AL.


Walter White na vida real

O verdadeiro Walter White não era professor, mas algumas pessoas comentaram sobre como ele se parecia um pouco com o personagem fictício. Segundo a CBS News, White foi condenado a 12 anos de prisão por tráfico de metanfetamina.

Embora esse caso provavelmente tenha apenas informações coincidentes em comum com Breaking Bad, ainda conseguiu conscientizar que as séries muitas vezes glamorizam os crimes da vida real.

Na verdade, a vida fictícia de Walter White deveria ter dado a todos aviso suficiente sobre como entrar no mundo das drogas.

Em Breaking Bad, Walter White foi vivido pelo ator Bryan Cranston. Ele foi aclamado por seu trabalho e ganhou vários prêmios pelo papel.

No Brasil, todas as temporadas de Breaking Bad estão disponíveis na Netflix.