Brendan Gleeson, o professor Moody dos filmes de Harry Potter, apareceu totalmente transformado para um novo papel na televisão. O ator vai interpretar Donald Trump em The Comey Rule.

O ator apareceu irreconhecível no primeiro teaser trailer do filme, com o cabelo loiro e rosto laranja do presidente.

A minissérie é baseada na autobiografia do ex-diretor do FBI, James Comey, intitulada A Higher Loyalty: Truth, Lies and Leadership, que traz detalhes sobre a carreira de Comey e seu relacionamento com Trump, que o demitiu em maio de 2017.


The Comey Rule acompanha o ex-diretor do FBI, interpretado por Jeff Daniels, que trabalha sob um novo presidente após a eleição presidencial de 2016.

O trailer mostra Comey questionando por que há “quatro caras com ligações à Rússia em uma campanha”, antes de Trump declarar a ele que “ninguém é tratado tão injustamente quanto eu – eu preciso de lealdade”.

Veja abaixo a prévia da minissérie com o ator de Harry Potter.

Polêmica em Harry Potter

J.K. Rowling está enfrentando um impacto negativo nas vendas de livros após comentários controversos anti-trans em sua conta do Twitter e site pessoal. A autora é mais conhecida por escrever a série Harry Potter de enorme sucesso e continua escrevendo sob o pseudônimo de Robert Galbraith.

Rowling recebeu críticas já em 2018 por comentários transfóbicos. Embora tenha conseguido evitar as críticas no passado, recebeu forte condenação online após uma série de declarações em junho de 2020.

A controvérsia mais recente começou com um tuíte no qual Rowling criticou um artigo de opinião que usava a frase “pessoas que menstruam”.

Depois que os usuários do Twitter rapidamente apontaram que “pessoas que menstruam” é o termo mais abrangente disponível, Rowling escreveu um tópico explicando sua postura, escrevendo: “Não é ódio falar a verdade.”

Rowling foi alvo de críticas adicionais de fãs e organizações, incluindo a organização de direitos LGBT+ GLAAD, que escreveu no Twitter que “J.K. Rowling continua se alinhando com uma ideologia que distorce deliberadamente os fatos sobre identidade de gênero e pessoas trans”.

Após a reação, Rowling juntou-se a outras figuras literárias e da mídia ao assinar uma carta aberta condenando as críticas on-line.

Embora Rowling tenha sido um tópico de conversa por mais de um mês, a atenção não se traduziu em vendas de livros. Segundo a Variety, as vendas de livros impressos de Rowling aumentaram apenas 10,9% em junho.

Embora isso ainda represente um aumento nas vendas, Rowling está bem abaixo das expectativas em relação ao restante da indústria editorial, que viu as vendas aumentarem 31,4% em junho.

As vendas de livros de Harry Potter – tanto na série original quanto nos livros licenciados por Rowling, mas escritos por outros autores – aumentaram apenas 7,7% no mesmo período.

Para uma autora que teve tanto sucesso por tanto tempo, esses números representam um declínio acentuado.