O episódio The Queen’s Gambit, sétimo da temporada final de The 100, marca a estreia na direção de Lindsey Morgan – a Raven Reyes – e trouxe o início de uma sangrenta guerra civil em Sanctum.

Não bastasse isso, vemos uma partida de xadrez entre Murphy e Sheidheda, Clarke viajando entre planetas, um momento devastador para Echo e um flashback do primeiro beijo de Bellamy e Echo.

O episódio ainda trouxe alguns fatos surpreendentes sobre as origens dos Discípulos de Bardo e termina com Clarke, Raven e o restante da equipe descobrindo sobre a “morte” de Bellamy.


Essa morte, é claro, não deve ser real, e a própria diretora do episódio também acredita que Bellamy está vivo, como revelou em entrevista à EW.

“A morte de Bellamy está pesando em todo mundo agora que descobriram as notícias e, daqui em diante, muitas de suas decisões se basearão nisso”, disse a atriz e diretora de The 100. “Mas ele está morto? Quem sabe? É The 100!”.

Cenas dos próximos capítulos

Lindsey Morgan ainda disse que está empolgada pelo que The 100 trará nos próximos episódios dessa temporada de encerramento.

The 100 entrega uma verdadeira introdução a Bardo e você vai ver The 100 em sua verdadeira forma, em luta com essa nova sociedade”, disse Morgan.

“Como costumamos fazer com toda nova sociedade a qual somos introduzidos. Somos destruidores de mundos. Você tem um mundo? Bem, vamos destruí-lo!”, continuou a atriz e diretora.

Lindsey Morgan também comentou sobre dirigir o flashback do primeiro beijo de Bellamy e Echo.

“Eu amo essa cena, porque é um momento vulnerável e doce, e em The 100 não vemos muitos desses, porque nossa série é cheia de ação e é bem agressiva”.

“Também sinto que essa cena é essencial, porque mostra muito das raízes de Echo e de onde ela veio. A sétima temporada fala muito sobre a transformação de Echo, física e metafórica”, continuou Morgan.

A temporada final de The 100 está em exibição, nos EUA.