The Walking Dead chocou os fãs quando foi anunciada a saída de Rick Grimes da série. Logo foi revelado, no entanto, que Rick aparecerá em filmes da franquia, que darão continuidade à sua história.

Agora, durante painel em evento da Skyboyund Entertainment, o criador de The Walking Dead, Robert Kirkman, explicou que a pandemia do coronavírus deu mais tempo para o filme ficar melhor.

“Há muitas coisas acontecendo nos bastidores”, disse Kirkman. “Não quero que ninguém pense que só estamos esperando a pandemia acabar”.


“Eu diria que, se a pandemia serviu de alguma coisa, é tornar muitos filmes melhor”, disse o autor.

 “Acho que o filme de Rick Grimes é o principal desses, porque temos muito tempo para fazer isso e garantir que seja perfeito”, continuou o criador de The Walking Dead.

Mais retornos

Além da volta de Rick Grimes, Robert Kirkman recentemente falou sobre um possível retorno de Michonne à série.

Em sessão de perguntas e respostas com o Hey Fandom!, Robert Kirkman comentou sobre a sobrevivência de Michonne e Eugene, de forma direta e indireta.

“Há muitas histórias implícitas na edição final [de The Walking Dead], com o encontro na ferrovia e a colônia ao Oeste unindo-se com a colônia do Leste”, disse Kirkman.

“Se a série de TV chegar a esse ponto, e decidirmos passar disso”, continuou o autor. “Estou empolgado com a ideia de contar um pouco mais sobre o Eugene mais velho e a juíza Michonne e as diferentes coisas que estavam nos quadrinhos, que poderiam ter continuado”.

Dito isso, Robert Kirkman confirmou que ambos os personagens ainda estão vivos na série e até mesmo indicou um possível retorno de Michonne no futuro.

Resta aguardar para saber o que, de fato, acontecerá. The Walking Dead está com sua exibição suspensa em razão da pandemia do novo coronavírus. O episódio final da décima temporada deve estrear ainda em 2020.