Alerta de spoilers!

Melanie Cavill confessou ter tomado o controle do Snowpiercer do Sr. Wilford e que condenou o bilionário à morte, quando o trem saiu de Chicago há sete anos. Uma reviravolta bem mais inteligente que o filme Expresso do Amanhã.

No filme de Bong Joon-Ho, Curtis Everett conhece o Sr. Wilford e descobre que o bilionário planejava assassinar 74% da população do trem.

Wilford, no Expresso do Amanhã original, era um vilão no sentido pleno da palavra, o que era ideal para o filme. Mas a série da Netflix cultivou um personagem mais profundo em Melanie Cavill, que é tanto salvadora, quanto déspota.


Melanie tem fingido ser Wilford desde que o trem deixou Chicago e criou uma mitologia em torno do bilionário excêntrico, chegando ao ponto de dizer ter se trancado na casa de máquinas para manter o trem a todo vapor 24h por dia.

Mistérios e mentiras

A população do Snowpiercer acabou acreditando nessa mitologia em torno do Sr. Wilford e Melanie usou esse fato para manter uma rígida e cruel ordem baseada em classes sociais.

Com o tempo, no entanto, essa sociedade “perfeita” aos olhos de Melanie vai caindo aos pedaços, com revoluções se formando tanto na classe social mais alta, quanto na mais baixa.

Consequentemente, a grande mentira perpetuada por Cavill em Expresso do Amanhã acaba se esfarelando, ao passo que Andre Layton deduz que ela estava fingindo ser o Sr. Wilford e que o bilionário sequer estava no trem.

É L.J. Folger quem entra no local onde Wilford supostamente estava e descobre a verdade por si só. Com o segredo revelado, Melanie Cavill foi exposta e presa por traição.

Com isso, o comandante Nolan Grey declara lei marcial no Snowpiercer. Outras questões são levantadas, no entanto, como: por que Melanie usurpou o controle do trem? Ainda veremos o verdadeiro sr. Wilford? Ela vai sobreviver?

Todas essas questões devem ser respondidas no futuro de Expresso do Amanhã, que tem seus episódios disponibilizados às segundas, na Netflix.