Breaking Bad tem uma das histórias mais satisfatórias da TV, além de reunir grandes momentos para os espectadores. Porém, a série esconde detalhes impressionantes.

A produção sempre chamou atenção pelo conjunto da obra. Com isso, é normal que os fãs continuem encontrando mais significados em detalhes que antes não pareciam ter relevância.

Esse é o caso das roupas de Walter White, o Heisenberg. Os trajes não foram escolhidos apenas para representar um típico pai de família da classe média americana.


As roupas, com tons em bege, foram escolhidas de propósito para um objetivo único. Com a escolha, Breaking Bad mostrou mais uma vez como pode ser genial até mesmo nos detalhes.

As roupas de Walter White

Como pai de família e professor, os fãs observam Walter White quase sempre com roupas de tons parecidos. Inicialmente, a escolha é para fazer o personagem parecer uma pessoa monótona e entediante.

Ao longo de Breaking Bad, os fãs podem notar algo sobre as roupas de Walter. Ele começa a mudar o estilo ao mesmo tempo que se torna um traficante de sucesso.

Tudo faz parte do conceito do criador Vince Gilligan. A ideia central de Breaking Bad é transformar “um professor comum em Scarface”.

O criador comentou para GQ que a escolha do figurino é extremamente proposital no piloto.

“Foi intencional que Walter aparecesse com muito bege, com muita cor de caqui, muito tímido, e durante o processo ele vai ganhando o verde, mostrando o progresso do personagem”, explicou o criador de Breaking Bad.

Outro detalhe com a roupa é que Walter não perde totalmente a identidade de um professor comum. Ao comprar a lavagem de carros, o personagem aparece no local usando roupas com tom bege.

Breaking Bad pode ser vista na Netflix. A plataforma também conta com a derivada Better Call Saul.