Netflix ganha número impressionante de usuários na quarentena; veja

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A pandemia do novo coronavírus causou grande impacto no comércio e outros setores do mercado. Enquanto isso, duas companhias em específico aumentaram seus lucros: a Netflix e a Amazon.

Enquanto que a Amazon viu grande aumento no número de encomendas, a Netflix testemunhou o número de assinantes da plataforma decolar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com os cinemas fechados, a busca pelo entretenimento basicamente se limitou a alternativas que podem ser aproveitadas em casa – naturalmente que a Netflix e outras plataformas de streaming aproveitaram isso.

Por mais que tenha outros competidores no mercado, como a própria Amazon Prime Video, ou o recém lançado Disney+, a Netflix ganhou um número surpreendente de novos assinantes.

Segundo o WGTC, a plataforma de streaming ganhou mais de dez milhões de assinantes durante o período da quarentena.

Novo recorde

Isso representa um recorde até mesmo para a Netflix. Ainda assim, a companhia espera ganhar “apenas” mais 2.5 milhões de usuários no terceiro quarto do ano.

“Vivemos em períodos de incerteza, com restrições do que podemos fazer socialmente, e muitas pessoas estão recorrendo ao entretenimento para relaxar, criar conexões, conforto e estímulo”, explicou a Netflix.

“Esperamos menos crescimento na segunda metade de 2020 em comparação ao ano anterior”, continua a declaração. “Conforme navegamos por essas circunstâncias turbulentas, estamos focados nos nossos membros ao continuar a melhorar a qualidade de nosso serviço, trazendo novos filmes e séries às telas das pessoas”.

Essa cautela da Netflix pode ser explicada pelo lançamento de novos serviços de streaming nos EUA. Recentemente o HBO Max chegou ao mercado e o Peacock foi lançado.

Não podemos desconsiderar, também, a expansão do Disney+, que chegará a mais países até o fim de 2020.

Em todo caso, a Netflix está se saindo bastante bem, provando, mais uma vez, que o futuro pertence ao streaming.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio