Os criadores de Stranger Things, Matt e Ross Duffer, e a Netflix estão sendo processados por terem, supostamente, roubado a ideia da série de um roteiro não publicado.

De acordo com o processo, a produtora Irish Rover Entertainment alega que Stranger Things copiou o conceito de sua série de televisão, intitulada Totem.

O roteiro de Totem é de autoria de Jeffrey Kennedy, responsável pela “trama, personagens, tema, diálogos, atmosfera e ambientação, assim como arte conceitual registrada” da série.


O processo ainda diz que ambas as séries são ligadas por Aaron Sims, que ajudou Kennedy a desenvolver Totem e que, posteriormente, fez artes conceituais para Stranger Things.

Kennedy disse que a ideia para Totem foi inspirada pela morte de Clint Osthimer, um de seus amigos de infância, que sofria de epilepsia.

“Durante suas infâncias juntos no interior de Indiana, Osthimer e Kennedy lidaram com a constante ameaça do ‘demônio pessoal’ de Osthimer, a epilepsia, que criava ‘chuvas de raios’ em seu cérebro. Essas chuvas de raios, ou ataques epiléticos pareciam mandá-lo para uma dimensão sobrenatural alternativa, onde o demônio morava”, diz o processo contra a Netflix.

Ideias similares?

O processo ainda faz diversas comparações entre Totem e Stranger Things, incluindo uma jovem garota chamada Kimimela, que possui poderes sobrenaturais. Com a ajuda dos seus amigos, Kimimela encontra um portal para uma dimensão alternativa, onde eles lutam contra um espírito sombrio chamado Azrael e seu exército de lobos.

A produtora de Totem alega que a premissa de Stranger Things é uma cópia exata disso, com a garota sendo chamada de Eleven ao invés de Kimimela e o espírito é substituído por um monstro de sombras com seu exército de demogorgons.

A Netflix, em resposta ao processo, declarou ao The Wrap:

“O Sr. Kennedy tem defendido essas teorias da conspiração sem fundamento há anos, mesmo com a Netflix tendo explicado várias vezes para ele que os irmãos Duffer nunca ouviram falar dele, ou de seu roteiro não publicado, até que ele começou a ameaçar processá-los”.

“Depois que recusamos ceder às suas demandas de pagamento, ele entrou com esse processo sem fundamento. Não faltam pessoas que querem levar crédito por criar Stranger Things. Mas a verdade é que a série foi concebida pelos irmãos Duffer e isso é o resultado de sua criatividade e trabalho duro”, continua a declaração.

Vamos ver o que será desse processo nos próximos meses.

As três primeiras temporadas de Stranger Things estão disponíveis na Netflix. A quarta temporada está prevista para 2021.