Andrew Lincoln, o Rick Grimes de The Walking Dead, deixou o protagonismo da série da AMC na sua nona temporada. Ainda que o seriado tenha recobrado boa parte de sua qualidade de outrora, muitos ainda não superaram a saída do protagonista.

Dito isso, essa não foi a primeira vez que alguém acabou se despedindo de The Walking Dead. Muitos morreram ao longo desses dez anos da série e o próprio Lincoln lutou para salvar um desses personagens.

Esse personagem que Andrew Lincoln tentou salvar era Axel, um dos prisioneiros introduzidos na terceira temporada, interpretado por Lew Temple. No fim, Axel não durou muito, apesar das tentativas de Lincoln de salvá-lo.


O personagem secundário foi introduzido na estreia da terceira temporada, no episódio Seed, que apresentou, também, a infame prisão.

Eventualmente Axel e Rick começam a se respeitar e confiar um no outro, mas essa interação durou pouco, visto que ele foi morto ainda nesse terceiro ano.

Rick ao resgate

Em entrevista ao KyTalk Live, Temple contou sobre Lincoln tentando defendê-lo, a fim de manter Axel vivo na série.

“Andrew Lincoln chegou a ir até os produtores e disse, ‘acho que estamos cometendo um erro aqui, não vamos fazer isso agora’”, disse o ator sobre seu colega de The Walking Dead.

Segundo o ator, os roteiristas e produtores se encontraram para discutir se deveriam manter Axel vivo na série.

“Eles voltaram a conversar e chegaram a considerar [matar] vários outros personagens fixos ao invés de Axel”.

No fim, o personagem secundário acabou encontrando seu fim, mas ele provavelmente não duraria muito se fosse mantido vivo. Certamente não sobreviveria ao confronto final com o Governador.

The Walking Dead atualmente tem sua exibição suspensa. O episódio final da décima temporada deve ir ao ar ainda em 2020.