Desde que tomou controle do corpo de Russell Prime na estreia da sétima temporada de The 100, Sheidheda foi progressivamente aumentando seu poder.

Enquanto isso, ele foi sagaz em manter sua verdadeira identidade escondida de outros personagens, incluindo um culto de pessoas leais aos Primes.

Apesar de estar preso, com mais personagens descobrindo a verdade, Russell assume o controle de duas facções e enfrenta um dos maiores grupos que poderia ir contra ele no episódio The Queen’s Gambit.


John Murphy agora sabe que Sheidheda, líder dos Grounders de gerações passadas reapareceu, após sua consciência digital ter tomado controle de Russell. Murphy acaba jogando xadrez com o vilão de The 100 a fim de descobrir mais informações.

Similarmente, Emori tenta alcançar a paz entre os seguidores de Russell e os Filhos de Gabriel, que violentamente se opuseram ao controle dos Primes e o uso de corpos de outras pessoas para manter suas mentes imortais.

Conforme o jogo de xadrez de Sheidheda e Murphy se tornou mais intenso, com ambos revelando verdades um sobre o outro, as tentativas de reconciliação de Emori caem por terra.

Incapaz de aceitar a paz com seu filho, o pai de Nelson tenta matá-lo, mas é o filho que acaba esfaqueando o pai nesse episódio de The 100.

Enquanto isso, Sheidheda fisicamente imobiliza Murphy e revela a verdadeira razão pela qual ele aceitou jogar xadrez com ele: uma pequena distração para mantê-lo separado de Emori.

O jogo virou

Nesse momento descobrimos que os prisioneiros estão com as armas roubadas no episódio anterior de The 100, quando começam a atirar contra os Filhos de Gabriel.

O culto de Sheidheda agora está junto dos antigos prisioneiros, fazendo deles uma das maiores e mais bem armadas facções de Sanctum.

Sheidheda, dessa forma, prova ser um vilão formidável de The 100, virando o jogo, partindo de prisioneiro para uma força dominante em Sanctum.

A temporada final de The 100 está em exibição, nos EUA.