Breaking Bad tem muitos momentos fortes. A jornada de Walter White até se transformar completamente em Walter White é bastante sombria.

Porém, há um momento muito polêmico na série e que mostra toda maldade escondida em Walt. Não apenas isso, é o que muda completamente a relação do protagonista com Jesse Pinkman.

Essa cena, inclusive, também foi difícil para o intérprete de Heisenberg. Bryan Cranston revelou como realmente se sentiu ao gravar a morte de Jane.


Ela foi uma das namoradas de Jesse. Para Walter, a garota começava a atrapalhar os planos dele. Isso incluía ela chantagear o traficante e fazer com que o amado dela abandonasse a parceria deles.

Heisenberg, então, decide ir até a casa deles confrontar Jesse. Ao entrar, vê os dois desmaiados após uso de drogas.

Jane começa a vomitar e Walter White percebe. Porém, ele deixa a mulher se afogar e morrer. Mais tarde, Jesse acorda ao lado do cadáver dela, sem saber que o parceiro dele esteve ali.

Cena foi difícil para astro de Breaking Bad

Ao IndieWire, Bryan Cranston contou que a gravação do momento o afetou bastante. O ator chegou a ver o rosto da filha no lugar de Krysten Ritter, que vivia Jane.

“Em um segundo, o rosto dela perdeu as características e se tornou o rosto da minha filha se afogando”, contou o ator de Breaking Bad.

Assim que o diretor gritou “corta”, Bryan Cranston não conseguiu segurar a emoção. “Eu comecei a chorar. Por sorte, você tem a família por perto e fui até Anna Gunn, que me consolou”, completou o famoso.

A cena, com certeza, também é uma das mais difíceis para os fãs da série.

Breaking Bad terminou, mas possui uma derivada: Better Call Saul, que funciona mais com um prelúdio. Além disso, há o filme El Camino: A Breaking Bad Movie, que mostra o que acontece com Jesse Pinkman após o seriado.

Todas as produções estão disponíveis na Netflix.