A 17ª temporada de Grey’s Anatomy foi adiada. A decisão foi informada pela emissora ABC.

Em comunicado, o canal dos EUA revelou a nova grade de lançamentos para o outono dos Estados Unidos – período da primavera no Brasil. Grey’s Anatomy e séries como Station 19, The Good Doctor e A Million Little Things foram retiradas da programação.

Por conta do coronavírus (COVID-19), a emissora não tem como lançar as novas temporadas das séries no final de setembro. Assim, a ABC coloca programas não-roteirizados, como de competições, na grade.


“Temos sorte em termos programas não-roteirizados fortes para a primeira onda de lançamentos no outono”, disse Karey Burke, presidente da ABC.

Por enquanto, Grey’s Anatomy está sem previsão de lançamento da 17ª temporada. A emissora não revela se os episódios começam a chegar ainda em 2020 ou apenas em 2021.

A nova temporada de Grey’s Anatomy

Grey’s Anatomy já tem definida a trama da 17ª temporada. O drama médico tocará na própria pandemia do coronavírus (COVID-19).

Por mais que a escolha esteja dividindo os fãs, a história afetará principalmente um personagem. Owen será um dos protagonistas da temporada.

Com a revelação, os internautas começaram a enviar mensagens para Kevin McKidd, o intérprete de Owen. Todos querem saber o que pode acontecer com o personagem.

No Twitter, o ator de Grey’s Anatomy respondeu um fã. Ao que parece, Owen não terá uma trama fácil – mas sim, sombria.

“Owen terá uma bola de demolição da realidade jogada nele, isso com certeza! Um longo período vindo aí”, indicou o ator.

No Brasil, Grey’s Anatomy tem exibição no canal Sony.