Lucifer é uma das séries mais populares da Netflix. Após ser cancelada pela Fox, a produção ganhou uma nova chance na plataforma e lançou uma ótima quarta temporada com grandes desenvolvimentos na trama.

Recentemente, a Netflix deixou fãs ansiosos a estreia da primeira parte da quinta temporada de Lucifer, que chegou em 21 de agosto. A plataforma aumentou ainda mais a expectativa com a renovação da série para mais uma leva de episódios.

Originalmente, a série terminaria na quinta temporada, mas a Netflix firmou um novo contrato com Tom Ellis e garantiu mais um ano.


Enquanto a segunda parte da quinta temporada de Lucifer não estreia, fãs já sabem que a série vai precisar de um vilão impactante para sua temporada final.

Confira abaixo!

O novo Caim

Uma das grandes novidades da nova temporada de Lucifer é a introdução de Michael, o irmão gêmeo do protagonista. O Arcanjo causou a maior confusão em Los Angeles antes do retorno do Rei do Inferno.

Fãs devem prestar atenção nas diferenças entre os personagens: Lucifer fala com sotaque britânico, e Michael tem sotaque americano. Além disso, o irmão celestial costuma usar roupas mais despojadas.

Mesmo agitando a trama da série, Michael não conseguiu se estabelecer como um vilão impactante, principalmente se comparado a outros antagonistas de Lucifer.

Na terceira temporada de Lucifer, Caim foi o grande vilão. Além de contar com interessantes raízes bíblicas, o personagem foi introduzido de surpresa, já que se disfarçou como o tenente Pierce na LAPD.

A performance sólida de Tom Welling como o primeiro assassino foi aclamada pelos fãs, e o personagem protagonizou algumas das cenas mais eletrizantes da história da série.

Caim foi um vilão excelente, cheio de conflitos internos, e que não precisou modificar a dinâmica dos “casos da semana” da série. Com seu disfarce de policial, ele conseguia se colocar sem problemas nos crimes investigados por Chloe e Lucifer.

Na segunda temporada, a Mãe de Lucifer tinha potencial para se tornar uma grande vilã, mas acabou envolvida demais nos dramas humanos dos personagens.

O Padre Kinley foi um ótimo vilão humano, mas sua chegada foi muito ofuscada por Eva, uma personagem muito mais interessante e com muito mais a contribuir para a trama da série.

Com todas essas comparações na mente, os roteiristas de Lucifer devem criar um novo antagonista impactante. Alguns fãs acreditam que Deus desempenhará esse papel, mas nada ainda foi confirmado.

A primeira parte da quinta temporada de Lucifer já está disponível na Netflix.