ALERTA DE SPOILERS

A 5ª temporada de Lucifer na Netflix traz o encontro do personagem com o irmão gêmeo dele, Michael. Porém, no meio dessa situação há um detalhe interessante.

No capítulo ¡Diablo!, Lucifer usa uma teoria insana da cultura popular. Ela basicamente diz que Elvis Presley, o Rei do Rock, não morreu em 1977.

Há várias teorias de que o cantor teria fingido a morte e fugido para um local distante. Lucifer, na Netflix, brinca com isso.


Quando o personagem se encontra com Chloe, ele avisa que o irmão dele está tentando assumir a identidade do Diabo. A detetive disse que percebeu, já que Michael mentiu e Lucifer não consegue mentir.

Chloe relembrou que Michael contou “uma mentira insana”. Lucifer quis saber o que era e se era o fato do arcanjo ser amigo de Elvis Presley. Foi quando o personagem usou a famosa lenda urbana:

“O Rei ainda está vivo e eu sou o único que sei onde ele está”.

Apesar da brincadeira, Lucifer não sugere onde Elvis Presley está no universo da série da Netflix. Nesse caso, o cantor está com 85 anos.

Mais uma referência com Elvis Presley

A história de Elvis Presley em Lucifer não é a única referência. A citação também pode ser uma ligação com Good Omens.

O livro (que tem série na Amazon Prime Vídeo) também é de Neil Gaiman, o criador de Lucifer. Nessa história, há uma piada que aparece em vários momentos, em que Elvis Presley está vivo e trabalha em um restaurante em Iowa.

A história é de que há um cozinheiro famoso no local que trabalha cantando Love Me Tender, sucesso de Elvis Presley, muito bem.

“Entediado com a vida nas trevas, o diabo se muda para Los Angeles, abre um piano-bar e empresta sua sabedoria a uma investigadora de assassinatos”, diz a sinopse de Lucifer.

Lucifer tem 5 temporadas na Netflix.