Além de sempre atualizar o catálogo com novos filmes e séries, a Netflix tem outra preocupação. A plataforma sempre procura configurações para agradar os espectadores.

Por exemplo, em tom de informação, adicionou o ranking do Top 10 de mais vistos aos usuários. A novidade, quando chegou, agradou os assinantes.

Agora, a Netflix adicionou a configuração de velocidade de visualização de um programa. Ou seja, os espectadores que quiserem poderão ver as produções de forma mais rápida ou até mais demorada.


Na imprensa dos EUA, a informação é que a configuração chegou por lá em 1° de agosto. No Brasil, ainda não há confirmação do novo modo de visualização.

Nessa configuração, os fãs da Netflix poderão ver com a velocidade aumentada em 1.25x ou 1.5x ou reduzida em 0.75x ou 0.5x. Antes, alguns internautas usavam aplicativos para fazer isso – o que não precisará mais ser feito uma vez que a mudança for concretizada.

Apesar de parece uma configuração comum, ela deve causar polêmica. Quando testes foram anunciados em 2019, diretores e produtores de Hollywood não reagiram bem.

Polêmica com configuração da Netflix

Quando os testes foram anunciados, nomes importantes da indústria não reagiram bem. Para diretores, produtores e até atores, a configuração é um desrespeito para quem trabalha nos programas, filmes ou séries.

Na época do anúncio, Judd Apatow, criador da série Love, não gostou da função. O diretor usou seu Twitter para descrever a ferramenta como “ridícula e ofensiva”.

Brad Bird, o diretor de Os Incríveis, também se manifestou contra. “É um duro golpe na já achacada experiência de cinema”.

Pater Ramsey, co-diretor de Homem-Aranha no Aranhaverso criticou os fãs que escolhem esse tipo de reprodução. “Será que tudo deve ser projetado para os mais preguiçosos e com menos bom gosto?”

Aaron Paul, que protagonizou o filme El Camino, de Breaking Bad, detonou a iniciativa da Netflix em seu Twitter, chamando-a de “destruição completa da arte”.

Na época, a Netflix respondeu comentando que a configuração foi um pedido de muitos assinantes. Com a chegada dela, a polêmica deve voltar em Hollywood.