Hollywood tem um fascínio de longa data por zumbis. No cinema, vimos vários filmes focados em zumbis, incluindo o sucesso de bilheteria coreano Invasão Zumbi.

Enquanto isso, na televisão, The Walking Dead vem ganhando destaque ao longo dos anos.

O seriado é baseado em uma série de quadrinhos criada por Robert Kirkman. Mais tarde, o próprio Kirkman desenvolveu The Walking Dead para a televisão.


O programa já foi renovado para a décima primeira temporada. Ao longo dos anos, Kirkman fez revelações interessantes sobre a sua mais famosa criação, que podem representar uma boa leitura para os fãs que estão ansiosos pelos próximos episódios.

Segredos do criador

Rick Grimes é o personagem principal de The Walking Dead (pelo menos inicialmente). Antes do apocalipse, ele era um policial, mas Kirkman não queria que fosse do tipo estereotipado.

“Rick é um oficial de polícia muito mais realista”, disse Kirkman à Entertainment Weekly. “Eu sempre imaginei que Rick Grimes não era um policial que usava sua arma com muita frequência.”

“Ele era apenas um daqueles caras que basicamente passeava pelas lojas locais e fazia questão de que as crianças chegassem em casa a tempo.”

Falando em Rick Grimes, o ator Andrew Lincoln acabou sendo muito importante para o personagem. Não apenas por causa de sua boa performance, mas também porque o intérprete colaborou muito com o desenvolvimento de uma origem para Rick.

Andrew Lincoln chegou e ele tinha toda uma história de Rick sobre quem eram seus pais, o que acontecia em sua vida cotidiana e apenas coisas que ele inventou para informar suas decisões sobre como ele interpreta Rick”, Kirkman disse ao Collider. “É tudo coisa de ator.”

Durante toda a série, Lincoln foi muito elogiado por interpretar o herói central do programa. Os fãs até apontaram que Lincoln merecia prêmios por sua performance.

Infelizmente, Lincoln deixou o elenco de The Walking Dead na nona temporada e, portanto, Rick Grimes não é mais o personagem central da trama. Isso, obviamente, representou uma grande mudança em relação aos quadrinhos.

Robert Kirkman, aliás, compreende totalmente por que algumas mudanças precisam ser feitas para a televisão, em relação aos quadrinhos originais. Existem casos em que detalhes da história de um personagem acabam indo para outro, por exemplo.

“Michonne teve que seguir o enredo de Andrea porque Andrea viveu muito tempo na série de quadrinhos, mas morreu bem no início da série”, revelou Kirkman durante uma entrevista ao New York Times. “Por causa disso, algumas das coisas com Michonne nos quadrinhos foram entregues a Carol.”

Quanto aos quadrinhos de The Walking Dead, eles chegaram ao fim recentemente. Foi uma decisão que pegou todos de surpresa.

Robert Kirkman não avisou nem mesmo aos produtores da série de TV que pretendia dar uma conclusão aos quadrinhos, porque não espera que o seriado tenha um encerramento semelhante ao que planejou.

“Eu tinha um fim em mente para os quadrinhos”, Kirkman disse à Rolling Stone. “Isso podia mudar, mas o mais interessante para mim é que nunca poderia contar a ninguém envolvido nesse programa qual era o final que tinha em mente, porque a série provavelmente sobreviverá por mais tempo que os quadrinhos.”

Nos últimos anos, tem havido relatos de que o cancelamento da série é essencialmente iminente. No entanto, isso nunca foi confirmado.

Também não está claro se Kirkman terá a principal decisão criativa por trás do episódio final do seriado quando chegar a hora, especialmente porque a trama dos quadrinhos já está completa.

The Walking Dead voltará ao ar na TV com sua décima temporada em 4 de outubro.