A espera acabou! Um ano e meio depois do lançamento da primeira temporada, fãs finalmente poderão conferir o que aconteceu com a turma de The Umbrella Academy em seu segundo ano.

A segunda temporada de The Umbrella Academy já estreou e trouxe o retorno de vários personagens queridos pelos fãs.

O elenco principal de The Umbrella Academy, formado por Ellen Page, Tom Hopper, David Castañeda, Emmy Raver-Lampman, Robert Sheehan, Aidan Gallagher e Justin Min retornou para a 2ª temporada.


Além de explorar melhor os poderes e motivações dos personagens principais, a segunda temporada de The Umbrella Academy usou uma teoria conspiratória da vida real em sua trama.

Confira abaixo as origens históricas e misteriosas dos 12 Majestosos!

Teoria da conspiração 

No quarto episódio da segunda temporada de The Umbrella Academy, os irmãos Hargreeves descobrem que o patriarca Reginald é um integrante da poderosa organização Majestic 12, que teria sido responsável pelo assassinato do presidente Kennedy. 

Para criar a organização da série, os roteiristas de The Umbrella Academy usaram uma teoria conspiratória da vida real, conhecida por entusiastas do assunto desde os anos 80.

O Majestic 12 é descrito como um grupo secreto de cientistas, estrategistas militares, bilionários e líderes religiosos que controla os acontecimentos do mundo pelas sombras, como uma espécie de “governo secreto mundial”.

A cabala misteriosa teria sido criada em 1947 e dirigida pelo então presidente dos Estados Unidos Harry S. Truman.

De acordo com uma série de textos identificados como “documentos dos 12 Majestosos”, a organização surgiu supostamente para investigar a atividade dos objetos voadores não identificados (OVNIs) no chamado “Caso Roswell”, onde uma nave espacial alienígena teria caído próximo a localidade de Roswell, no Novo México, em Julho de 1947. 

Este suposto comitê seria responsável pela divulgação de diversas teorias, cuja finalidade seria a ocultação de acontecimentos decorrentes da ação dos OVNIs e a enganação do grande público.

Com o tempo, a teoria dos 12 Majestosos incorporou elementos de outras proposições imaginárias, como o conceito da “Nova Era Mundial” e dos Illuminatti, principalmente pela ação do radialista e teórico conspiratório Milton William Cooper, autor do livro Behold a Pale Horse.

O livro entra em detalhes sobre o papel dos 12 Majestosos no governo mundial, além de relacionar a ação da organização a vários eventos históricos de importância, como o surgimento da AIDS e o desenvolvimento tecnológico da atualidade.

No final das contas, a organização dos 12 Majestosos não passa de um mito. Não existem evidências que comprovem sua existência, e os documentos que supostamente descrevem a ação do grupo, foram identificados como fraudes e obras de ficção.

A segunda temporada de The Umbrella Academy já está disponível na Netflix