O mundo foi pego de surpresa quando Allison Mack, a Chloe de Smallville, foi condenada por atrair escravas sexuais para o culto NXIVM. Agora, a série documental The Vow, da HBO, conta os detalhes sobre essa seita sinistra.

A missão da atriz de Smallville na seita era recrutar escravas sexuais para o “coach” do culto. Lá dentro elas eram chantageadas, marcadas a ferro, dentre outros absurdos.

The Vow explora esse grupo através de depoimentos de dois ex-integrantes, Mark Vicente e Sarah Edmondson.


Ambos foram atraídos para a seita e foram mostrados vídeos e palestras motivacionais, que diziam que eles deveriam abandonar suas crenças limitantes, dentre outras questões.

Além disso, também tinham a missão de recrutar novas pessoas para subir na hierarquia – um esquema de pirâmide.

Atraindo as vítimas

Keith Raniere, o líder do NXIVM, atraía justamente artistas não consagrados de Hollywood, explorando suas ambições, tudo enquanto posava de intelectual.

Esse foi o caso de Allison Mack, que tem como destaque na carreira apenas Smallville, e também de Bonnie Piesse, que fez uma ponta na trilogia prelúdio de Star Wars, como Beru Lars.

A série primeiro mostra como esses artistas foram cativados pela seita, antes de entrar nos seus detalhes mais sórdidos.

É o ramo disfarçado de feminista da série que acabou criando um ambiente assustador com escravas sexuais de Keith Raniere, muitas enganadas por Allison Mack, que declarou-se culpada no julgamento.

The Vow é dirigido por Karim Amer e Jehane Noujaim, indicados ao Oscar em 2014 pelo documentário The Square.

Os episódios da série documental são exibidos semanalmente, aos domingos, na HBO. O primeiro foi exibido no dia 23 de agosto de 2020.