Apesar de aparecer apenas em um episódio, Renfri é uma personagem bastante importante na adaptação da Netflix de The Witcher.

Isso não quer dizer que ela não seja importante no conto original em que aparece, mas a série procurou sublinhar esse significado enquadrando a série inteira em torno da personagem e daquela história individual, “O Último Desejo”.

O confronto final em Blaviken é o ponto crítico na longa vida de Geralt em que ele finalmente reconhece sua responsabilidade para com o mundo ao seu redor e o impacto, intencional ou não, que ele causa simplesmente fazendo seu trabalho.


Em “The End’s Beginning”, Renfri é apresentada usando um capuz que é protegido por um grande broche de alfinetes ornamentado em estilo celta. No final do episódio, Geralt carrega consigo o broche na mão ensanguentada como uma espécie de lembrança quando é forçado a deixar Blaviken.

O que você pode não ter notado em episódios posteriores, porém, é que Geralt tem o círculo do broche forjado em sua espada para se tornar parte do cabo.

É um pequeno detalhe fácil de perder, já que o programa nunca chama atenção direta para ele, mas esse é o tipo de artesanato temático detalhado que dá a esta versão tanto peso, pois busca reinventar um pouco The Witcher enquanto adapta os livros.

Veja por que isso é importante além de simplesmente ser uma referência para fins de curiosidades.

Detalhe incrível

Um dos aspectos mais desafiadores de The Witcher que os fãs relataram ao assistir a temporada inicial do programa foi a dificuldade em seguir a narrativa não linear.

Isso foi totalmente intencional, como parte de sublinhar o tema do destino aproximando Geralt, Ciri e Yennefer ao longo do tempo, independente de conflito ou circunstância pessoal.

Claro, se você não sabe o que está acontecendo, é preciso pensar um pouco para absorver completamente o que está acontecendo.

Existem, é claro, guias escritos por aí para ajudá-lo a analisar The Witcher após cada fato, mas se quiser assistir à série novamente, isso pode ajudá-lo: o broche existe na espada em todos os episódios que se passam após Blaviken e está ausente nos episódios passados anos (às vezes décadas) antes dos eventos que levaram à morte de Renfri.

É um detalhe simples, mas é bem pensado e adiciona consistência a uma linha do tempo que pode, às vezes, ser confusa para acompanhar.

The Witcher é estrelada por Henry Cavill (O Homem de Aço) como Geralt de Rívia.

A segunda temporada de The Witcher deve estrear na Netflix em 2021. Enquanto isso, a primeira temporada já está disponível.