ALERTA DE SPOILERS

Na 5ª temporada de Lucifer na Netflix, o protagonista enfrenta Michael (ou Miguel), o irmão gêmeo dele. O que acontece é que os dois personagens são vividos por Tom Ellis.

Para diferenciar eles, o ator adotou um sotaque americano e um ombro ferido para ser Michael. Porém, isso gerou um questionamento entre os fãs.

Michael, assim como Lucifer, é um ser celestial. Assim, ele deveria se recuperar de feridas. Então, por que o ombro dele continua machucado?


O ombro pode esconder uma história grande. Ao menos, é isso que garantem os fãs da Netflix nas redes sociais.

Verdade por trás de Michael

O que acontece é que a ferida pode não ter sido feita por qualquer um. A teoria é de que Lucifer machucou o irmão durante a Rebelião.

A passagem conhecida é de quando Lucifer começa uma guerra contra Deus e os anjos. É assim que ele se transforma no anjo caído, sendo enviado ao inferno.

Nos quadrinhos de Lucifer, o evento acontece. Nele, Michael é o grande rival do protagonista.

Para os fãs, isso pode ser explorado no futuro. Inicialmente, aparece como algo para diferenciar os personagens.

Porém, depois, ganha uma história que fará todo sentido para os fãs da Netflix. Agora, todos devem esperar para ver se isso será realmente revelado.

“Entediado com a vida nas trevas, o diabo se muda para Los Angeles, abre um piano-bar e empresta sua sabedoria a uma investigadora de assassinatos”, diz a sinopse da Netflix.

Lucifer tem 5 temporadas na Netflix. A série ainda não tem previsão para lançar a segunda parte do 5° ano.