A Netflix deve aumentar a mensalidade em breve. Ao menos, essa é a previsão de um especialista de Wall Street.

Ao Yahoo!, o analista Brent Thill aposta em uma subida no valor para 2021. O valor seria entre US$ 1 e US$ 2.

No Brasil, a cotação atual ficaria entre R$ 5,66 e R$ 11,32. Atualmente, os planos da plataforma variam entre R$ 21,90 e R$ 45,90.


Vale dizer que, caso isso realmente aconteça, seria o primeiro aumento de mensalidade em quase dois anos. O último aumento foi feito ainda em março de 2019 no Brasil.

Outra previsão de Thill é que a Netflix deve perder poucos assinantes se subir a mensalidade. O especialista acredita que a pandemia do coronavírus (COVID-19) fará com que as pessoas continuem investindo em serviços para consumir em casa.

Possibilidade de enorme lucro com aumento

Alex Giaimo, outro analista de Wall Street, chama atenção para o lucro que pode ser obtido com o aumento. Essa taxa de aumento poderia gerar entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão de receita para Netflix, caso colocada apenas na América do Norte ou na Europa.

Se o aumento envolver, por exemplo, Europa, Oriente Médio e África, o ganho pode ser de US$ 700 milhões em 2021.

“Depois de uma mudança na linguagem de preços no segundo semestre, acreditamos que um potencial aumento está próximo”, disse o especialista do Jefferies, do qual Thill também faz parte.

Os assinantes podem descobrir se a previsão estará correta quando a Netflix divulgar o próximo balanço, em outubro de 2020. Mas, não há garantia que o tema seja tocado.

Vale lembrar que isso é simplesmente uma previsão de especialistas. A Netflix ainda não se pronuncia sobre o assunto.