Muitos atores e atrizes garantem que as cenas de sexo carregam uma grande dificuldade. A principal justificativa é que é desconfortável simular algumas situações em um set cheio de pessoas.

Henry Cavill, conhecido pelo papel de Superman, teve uma situação um pouco mais vergonhosa. O relato foi feito para revista Men’s Fitness.

Em um dos primeiros papéis de destaque na carreira, Henry Cavill precisou fazer cenas de sexo. Porém, o ator de Superman teve uma ereção “inaceitável”.


O caso aconteceu em The Tudors, série que terminou em 2010 após 4 temporadas. Henry Cavill não comentou com qual atriz passou pela situação embaraçosa.

“Aconteceu uma vez. Uma mulher tinha que estar em cima de mim, ela tinha seios espetaculares e eu não arrumei minhas ‘coisas’ em uma posição inofensiva. Ela basicamente tinha que se esfregar em mim e eu fiquei um pouco duro”, relembrou o ator, em entrevista de 2015.

Henry Cavill ficou bastante envergonhado ao ver o que aconteceu. O ator de Superman passou então a pedir desculpas para colega.

“Não é legal quando você está em um ambiente profissional e isso acontece. Não, é inaceitável”, completou o famoso.

Henry Cavill não gosta de cenas de sexo

Na mesma entrevista, o ator de Superman garantiu que não gosta de gravar essas cenas. Henry Cavill até relatou um pouco da experiência.

“Você não pensa em cenas de sexo como mostrar o bumbum para nação. A parte física é realmente desconfortável. O que você faz é esmagar as suas ‘nozes’ contra alguém e nada realmente está acontecendo”, relatou o famoso.

Apesar da experiência, Henry Cavill precisou repetir as cenas durante a carreira. Em The Witcher, da Netflix, o famoso é visto em mais momentos quentes.

A série, inclusive, está renovada para 2ª temporada. Henry Cavill está confirmado para voltar como Geralt.

Ao mesmo tempo, o ator não sabe quando lança um projeto inédito como Superman. O que está confirmado é que os fãs poderão ver o herói na Liga da Justiça de Zack Snyder.

A versão do filme da DC chega em 2021 na HBO Max. A 2ª temporada de The Witcher também deve chegar no mesmo ano, mas na Netflix.