ALERTA DE SPOILERS

O primeiro capítulo de The Witcher traz uma personagem extremamente importante para história de Geralt, o personagem de Henry Cavill. Ele conhece e se relaciona com Renfri.

Porém, ela é alvo de Stregobor, que ordena que o bruxo a mate, já que ela faz parte de um grupo de ladrões. Geralt se recusa a matar Renfri, mas ao ver que ela não pararia, parte para uma grande batalha.

No fim, o personagem de Henry Cavill acaba a matando. Depois desse confronto, fica claro como Geralt muda em The Witcher.


Porém, o real significado dessa morte para Geralt não é explicado na Netflix. Até então, existiam algumas teorias sobre o fato.

Agora, porém, a criadora Lauren Schmidt Hissrich explicou o real significado da morte de Renfri para Geralt. A explicação foi feita na série documental The Witcher – Por Dentro dos Episódios.

A explicação fará com que muitos fãs assistam The Witcher com outros olhos. Não apenas isso, todos passarão a entender mais sobre as escolhas do bruxo.

O real significado da morte de Renfri

Primeiro, a chefe da série comentou que Geralt não queria realmente ter matado Renfri.

“Eu não sei bem se era a escolha dele. A importância dela é o que ela deixa com ele”, diz a showrunner.

A personagem é quem diz para o bruxo que ele deve encontrar a menina na floresta. Ela fala de Ciri, a quem Geralt está destinado a proteger.

“Ela é possivelmente a única pessoa que entende a humanidade que existe por baixo da pele de mutante dele”, afirma ainda Lauren.

Com isso, a chefe de The Witcher explica que Geralt sempre carrega a morte de Renfri com ele. A partir desse momento, o bruxo começa a questionar a própria humanidade.

“Geralt termina o primeiro episódio sem saber se fez o certo”, finaliza a escritora.

“O mutante Geralt de Rívia é um caçador de monstros que luta para encontrar seu lugar num mundo onde as pessoas muitas vezes são mais perversas que as criaturas selvagens”, diz a sinopse.

The Witcher tem uma temporada na Netflix. A série está renovada para o 2° ano.