O Gambito da Rainha, nova minissérie da Netflix, está sendo aclamada pelos críticos e conquistou algo impressionante: a marca de 100% de aprovação no Rotten Tomatoes.

No momento de publicação desta matéria, a série conta com 100% de aprovação tanto na avaliação dos críticos, quanto da audiência, provando que ela realmente vale a pena ser assistida.

Allison Shoemaker, do site do saudoso Roger Ebert, escreveu:


“Sustentada por uma performance magnética da sua atriz principal e impulsionada por atuação magistral, com maravilhosa linguagem visual, roteiro empolgante e admirável vontade de abraçar a contradição e a ambiguidade, é uma das melhores séries do ano”.

Dan Flenberg, do THR, também não poupou elogios:

“Nada em O Gambito da Rainha parece ser um acidente, com Meizler preenchendo cada frame com detalhes de época. O design de produção de Uli Hanisch evoca tanto a breguice suburbana, quanto o luxo da ascensão de Beth com a mesma facilidade”.

Darren Franich, da EW, elogiou especificamente a performance de Anya Taylor-Joy.

“Taylor-Joy brilha nos momentos de silêncio, com suas pálpebras se estreitando, conforme ela dizima um oponente. Todo o seu corpo demonstra desespero furioso, quando o jogo se vira contra ela”.

Realmente, parece que a Netflix acertou em cheio com sua nova minissérie.

Mais sobre O Gambito da Rainha

O Gambito da Rainha, da Netflix, é estrelado por Anya Taylor-Joy, Thomas Brodie-Sangster, Bill Camp, Moses Ingram, Harry Melling e Chloe Pirrie.

A série é baseada no livro de mesmo nome de 1983, de Walter Tevis, mesmo autor de O Homem que Caiu na Terra, que deu origem ao filme com David Bowie.

“Em um orfanato nos anos 1950, uma garota-prodígio do xadrez luta contra o vício em uma jornada improvável para se tornar a número 1 do mundo”, diz a descrição oficial da minissérie.

A direção é de Scott Frank. Com roteiro baseado no romance homônimo de Walter Tevis.

O Gambito da Rainha já está disponível na Netflix.