Após o movimento Black Lives Matter, impulsionado pelo assassinato de George Floyd, as séries procedurais de crime lidarão com a brutalidade policial. Chicago P.D. não será exceção em sua nova temporada.

Jason Beghe, que interpreta Hank Voight desde a primeira temporada, disse que tais questões serão abordadas na oitava temporada da série.

“Acho que todos sentimos um senso de responsabilidade em lidar com essas questões, o que é divertido e desafiador. Felizmente, temos alguns bons roteiristas e bons conselheiros”, explicou Beghe em entrevista ao canal do YouTube da Wolf Entertainment.


“Estou realmente orgulhoso dos nossos primeiros roteiros, espero que não sejam somente divertidos. Estamos tentando ser úteis, sem grandiosidade”.

Resta aguardar para saber como toda essa polêmica envolvendo o assassinato de Floyd será abordada pela série policial.

Preocupação dos fãs

Antes dessa confirmação, os fãs estavam preocupados se a série lidaria com a brutalidade policial. Os espectadores ficaram contentes com a adição de Miller.

Ao que parece, a personagem será como uma guia para um novo comportamento. Os espectadores acreditam que nada pode ser “forçado” – para que Chicago P.D. continue com o sucesso.

Depois, muitos tratam sobre Voight. Com a notícia sobre a adição de Miller, fãs começaram a publicar mensagens como, “Por favor, não comecem a perseguir Voight”.

Outros vão ainda mais longe: “Eu sabia que iam estragar a série. Por favor, não acabem com Hank”.

Para os fãs de Chicago P.D., uma mudança no comportamento de Voight pode significar o fim do Voight que todos conhecem.

Há alguns também que estão mais otimistas. Todos concordam que o tema deve ser tocado e representado de forma responsável – e na opinião desses fãs, Chicago P.D. não tem Voight como alvo.

Chicago P.D. volta em novembro com a 8ª temporada. No Brasil, a série é exibida no canal Universal e está disponível no Globoplay.