A gota d’água de Shonda Rhimes, criadora de Grey’s Anatomy, em seus anos na ABC virou um rebuliço por causa de um passe para a Disneylândia, como ela disse ao Hollywood Reporter em uma nova entrevista.

A produtora mais valiosa do canal estava ganhando mais de US$ 2 bilhões da Disney, mas estava constantemente lutando contra a ABC por causa do orçamento e do conteúdo quando, em 2017, seus representantes tentavam negociar um novo acordo plurianual com a empresa, que continuava tentando levá-la a abaixar o valor de seu contrato.

Enquanto isso, a criadora de Grey’s Anatomy e How to Get Away With Murder se cansava do ritmo e das restrições da TV aberta.


“Eu senti como se estivesse morrendo”, disse Rhimes ao Hollywood Reporter.

“Como se eu tivesse empurrado a mesma bola pela mesma colina exatamente da mesma maneira por um longo tempo.”

Como parte de seu acordo com a ABC, Rhimes recebeu um passe com tudo incluído para a Disneylândia para ela e outro para sua babá, já que ela não tem um parceiro. Um dia, ela precisou de um para a irmã, pois estaria acompanhando a filha mais velha ao parque, mas teve um nível de resistência que nunca esperava.

Quando sua empresa acabou concordando, quando suas filhas foram para a Disney, apenas um passe funcionou. Quando Rhimes ligou para um executivo da empresa para tentar resolver o problema, ele supostamente respondeu: “Você não tem o suficiente?”

Rhimes disse que ficou chocada, agradecendo ao executivo antes de desligar e ligar para seu advogado, instruindo-os a conseguir um contrato com a Netflix. Em agosto daquele ano, foi anunciado oficialmente que Rhimes deixaria sua casa de TV de 15 anos para um acordo de nove dígitos com o serviço de streaming.

Parceria com a Netflix

Mais de três anos depois, Rhimes está se preparando para lançar seus dois primeiros projetos para o serviço de streaming – um documentário sobre a diretora, coreógrafa e filantropa Debbie Allen, que estreia em novembro, e o drama de época Bridgerton, que será lançado em dezembro.

“Eu passo muito tempo pensando: ‘Nós já deveríamos ter feito 50 séries'”, ela disse ao Hollywood Reporter.

“Eu sei que os chefes da Netflix não acham que eu deveria ter feito 50 séries até agora, mas é muito difícil para mim não ser a máquina de contar histórias perfeita.”

No Brasil, Grey’s Anatomy está agora disponível em serviços de streaming como Netflix, Amazon Prime Video e Globoplay.