Publicidade

Não é só na Netflix: Cobra Kai existe; veja a história verdadeira

Publicado por Alexandre Guglielmelli

06/10/2020 20:00

Após fazer grande sucesso como uma das melhores séries originais do YouTube Red, Cobra Kai finalmente fez sua estreia na Netflix, e desde então vem conquistando o público brasileiro e se mantendo entre as séries mais assistidas da plataforma.

No derivado e continuação de Karatê Kid, Ralph Macchio e William Zabka reprisam seus papéis da franquia. Os épicos adversários retornam para o dojo, trinta anos depois dos eventos do torneio de 1984.

Johnny Lawrence (Zabka) busca por redenção ao reabrir o famoso dojo, reacendendo a rivalidade com Daniel LaRusso (Macchio), que luta pela manutenção do equilíbrio em sua vida sem a ajuda do mentor, Sr. Miyagi.

Muita gente não sabe, mas o dojo Cobra Kai é inspirado em uma escola de Karatê da vida real! Confira abaixo!

Inspiração interessante

Por incrível que pareça, o dojo Cobra Kai existiu na vida real! E na verdade, ele não pregava “Bata Forte, Bata Rápido, Sem Misericórdia”.

Quando o autor Robert Mark Kamen escreveu a história semibiográfica de Karatê Kid, a escola de artes marciais Cobra Kai já havia sido fundada há pelo menos uma década, pelo grande mestre Steven G. Abbate.

Abbate era um celebrado veterano militar, que estava presente em um dos primeiros ataques da Guerra do Vietnã. Ele serviu no país asiático por 2 anos, sobrevivendo três tentativas de assassinato em um período de duas horas.

Por sua bravura, Abbate foi premiado com uma Estrela de Prata do Exército e ganhou uma dispensa honrosa da Guerra. O especialista em artes marciais publicou um livro baseado em seu diário escrito durante o conflito. Peões: Uma Jornada no Vietnã foi lançado em 1993.

Antes de servir o exército, Abbate havia começado seus estudos em artes marciais. Diferentemente dos personagens de Cobra Kai, o lutador não treinava karatê, e sim Kung-Fu.

Após se especializar em dois estilos de Kung-Fu, Abbate fundou sua escola de artes marciais. O nome Cobra Kai foi inspirado em dois aspectos da luta: “Cobra” veio da “Grande Serpente”, estilo que baseou sua linhagem marcial, e “Kai” é um termo japonês para “grupo” ou “organização”.

Depois da guerra, Abbate trabalhou também como instrutor de combate na Marinha e como policial. Ao mesmo tempo, o sensei ensinava dezenas de alunos na Cobra Kai e auxiliava no treinamento físico de celebridades como Bruce Lee, Ed Parker, Bill Wallace e Chuck Norris.

Considerado um “Grande-Mestre” no mundo das artes marciais, Abbate ensinou milhares de estudantes em sua carreira ilustre. O sensei morreu em 2007, com um câncer possivelmente causado por sua exposição ao Gás Laranja durante a guerra.

“Ele não era mau como o Kreese. Ele era genuinamente um cara legal, mas treinar com ele era um processo muito intenso, bem mais do que o que vimos em Cobra Kai. Mas ele era um ótimo treinador. Estudei com ele por pouco tempo, mas seus ensinamentos influenciaram minha vida para sempre”, contou Gian Lencioni, um dos estudantes de Abbate nos anos 90.

Cobra Kai está disponível na Netflix.

Publicidade