Pokémon popularizou a jornada de Ash em busca de ser um respeitado mestre. No começo, o personagem tinha Misty e Brock como companheiros inseparáveis.

Porém, todos os fãs foram surpreendidos quando Brock foi retirado da trama por um período. O amigo de Ash toma a decisão nas ilhas Orange.

O personagem, inclusive, parecia ter encontrado por um momento o final feliz dele. Brock, em Pokémon, abandona Ash quando conhece a Professora Ivy.


Desde então, fãs se perguntavam o que tinha acontecido para Brock ser retirado da história. O personagem, inclusive, foi substituído por Tracey.

O site PokeBeach afirma que um dos colaboradores teve um encontro em Los Angeles (EUA) com o diretor Masamitsu Hidaka. Nessa entrevista, Hidaka foi questionado sobre Brock.

Saída de Brock de Pokémon

O que acontece é que a produção de Pokémon começou a ficar com medo da representação de Brock ser considerada racista na América. O principal motivo seriam os olhos do personagem.

“O tradutor dele começou a explicar que a equipe japonesa sentiu que Brock poderia ser visto como racista para os americanos por causa dos olhos e eles tinham medo quando Pokémon chegou na América. Pedi se alguém reclamou sobre isso e ele disse que não, mas que eles ficaram preocupados por um tempo”, relatou o colaborador do site.

A preocupação tinha origem. Inicialmente, a pokémon Jynx foi criticada pelo seu desenho, considerado equivocado para a animação.

Vale lembrar que Brock acabou voltando em Pokémon. O site contou que Hidaka e a equipe perceberam o quanto o personagem era amado e o trouxeram de novo para o anime.

Pokémon está disponível na Netflix. O anime é exibido também no Cartoon Network no Brasil.