Atenção! Contém spoilers importantes das HQs de The Walking Dead!

The Walking Dead já acabou nas HQs, mas tudo indica que a série ainda continuará na ativa na TV por muito tempo. Renovada para mais uma temporada e com filmes e derivados em produção, o mundo dos zumbis não deve deixar a TV tão cedo.

Como o episódio final da décima temporada de The Walking Dead já foi exibido, depois de ser adiado devido à pandemia do coronavírus, fãs querem saber o que aconteceu com vários personagens.

Com o arco dos Sussurradores terminado, a série já começou a preparar o terreno para a introdução da Commonwealth, a comunidade mais importante da parte final da trama nas HQs. 


Confira abaixo tudo sobre a comunidade e sua líder!

O que é a Commonwealth?

No episódio final da décima temporada de The Walking Dead, Eugene, Yumiko e Princess chegam à estação de trem e são recebidos por soldados de armaduras.

O visual dos militares não deixou dúvidas sobre o paradeiro do time: a Commonwealth.

Embora ainda não tenha aparecido oficialmente em The Walking Dead, a Commonwealth já havia sido referenciada na série, principalmente no encontro de Maggie com Georgie.

Georgie encontra Maggie em sua volta para a casa e conta à personagem sobre os planos de reconstrução da civilização. Nas HQs a Commonwealth é uma rica comunidade em Ohio com mais de 50 mil sobreviventes.

Embora Georgie não seja uma personagens das HQs, ela é provavelmente uma adaptação da personagem Pamela Milton, que nos quadrinhos é a líder da comunidade.

No entanto, a maioria dos fãs acredita que Pamela será uma personagem separada, a ser introduzida na próxima temporada, devido à sua importância nas HQs. 

Vilã ou heroína?

Como a Commonwealth tem como principal objetivo criar um mundo o mais semelhante possível à sociedade pré-apocalipse zumbi, seus membros não se comportam exatamente como “heróis e vilões”, mas como pessoas normais.

Esse é o caso de Pamela Milton. Como a governante eleita da comunidade, ela tenta fazer o possível para manter o local em segurança. 

Porém, assim como acontece na vida real, Pamela é corrompida pelo poder e passa a tomar algumas decisões egoístas e problemáticas.

Grande parte da “vilania” da personagem se relaciona à trama de seu filho Sebastian, o responsável pela morte de Rick Grimes nas HQs. 

Sebastian é introduzido inicialmente na edição #177 de The Walking Dead.

Os moradores da Commonwealth viviam com alguns luxos que ficaram escassos após a revolta dos mortos. Além disso, a comunidade tem uma sistema de classes que utiliza as profissões seguidas pelas pessoas antes do apocalipse para determinar as posições na hierarquia da comunidade.

Dessa forma, no topo da hierarquia, Sebastian se torna um adolescente mimado e egocêntrico. Diferente de outros jovens da série, como Carl e Sophia, Sebastian não teve que lutar pela sobrevivência pois seu status o tornava intocável.

Quando Rick Grimes chega a incentiva a comunidade a eleger seus oficiais democraticamente, Sebastian vê seu modo luxuoso e vida ameaçado.

O jovem perde a cabeça, arruma uma arma e confronta Rick em seu quarto. Gritando sobre como a Commonwealth tinha uma dívida impagável como ele e sua mãe, ele atira no peito de Rick várias vezes e o deixa para morrer. Quando Carl visita o pai na manhã seguinte, Rick já havia se tornado um zumbi. O filho abate o pai e Sebastian é rapidamente preso após uma busca na comunidade.

Ainda não se sabe se a trama de The Walking Dead na TV vai seguir o fim da história nas HQs. Porém, com o retorno de Rick por ora confirmado, a possibilidade disso acontecer é muito grande.